fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Fatecs produzem máscaras protetoras para profissionais da saúde

Foto: Divulgação

Sob supervisão de professores, alunos de Enfermagem reforçam equipes de profissionais da saúde na vacinação contra gripe em diversas regiões

 

Desde o início da semana, professores e alunos voluntários de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais em todo Estado de São Paulo se mobilizaram em várias iniciativas solidárias de enfrentamento ao novo coronavírus. As ações acontecem em diversas frentes de acordo com os cursos e especialidades das unidades: produção de álcool gel, máscaras protetoras e a colaboração em campanhas de vacinação.

As iniciativas mostram que a importância das unidades do Centro Paula Souza (CPS) vai além da formação de profissionais qualificados para o mercado de trabalho.

Com toda expertise e recursos instalados para produzir equipamentos de proteção individual (EPI), a Fatec Americana precisava de matéria prima para começar uma linha de produção. Foi lançada então a campanha Máscara Solidária, para arrecadar doações de tecido por indústrias têxteis da Região de Campinas. A iniciativa envolve professores e estudantes dos cursos superiores tecnológicos de Produção Têxtil e Têxtil e Moda, e também está em busca de voluntários.

“Temos muito trabalho pela frente e ainda necessitamos de apoio no corte e costura das máscaras, logística e entrega”, explica o diretor da Fatec, Wladimir da Costa. “Além disso, estamos buscando doações de elásticos e linhas de costura para terminar a confecção do material. Nossa meta é produzir mais de duas mil unidades.”

Quem quiser participar da campanha como voluntário ou doador pode entrar em contato com a Fatec Americana pelo Facebook e Instagram.

Já a Fatec Bauru entregou nesta quarta-feira (1º de abril) 17 máscaras de acetato para serem utilizadas por médicos, enfermeiros, técnicos e pesquisadores do Instituto Lauro Souza Lima, voltado à pesquisa e ao tratamento de diversas doenças. Os EPIs foram produzidos por professores e funcionários da unidade.

“Acreditamos que a produção de conhecimento deve estar a serviço da sociedade”, afirma o diretor da Fatec Bauru, Sebastião Gândara Vieira. “O acesso à tecnologia tem que ser continuamente democratizado para benefício de todos.”

Comentários