Estação Cultural recebe atividades de encerramento do projeto Judô Socioeducativo e da oficina de ballet infantil

  • Apresentações serão no próximo final de semana com entrada gratuita

 

  • Público também poderá visitar o Presépio da Sagrada Família feito com materiais recicláveis

 

Nesta semana, a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste irá receber atrações que marcam o encerramento da programação de 2014. No sábado, haverá cerimônia de troca de faixas dos participantes do Projeto Judô Socioeducativo, a partir das 10h. Já no domingo, o espaço recebe a apresentação “Na Pontinha dos Pés” com as crianças da oficina infantil de ballet, às 10h, ambas com entrada gratuita. Neste mês, o público também poderá visitar o Presépio da Sagrada Família em tamanho real, confeccionado com materiais recicláveis.

 

Projeto Judô Socioeducativo

 

Cerca de 150 alunos irão receber uma nova faixa de judô, que marca a evolução nas aulas, além de um diploma. Segundo o coordenador do projeto, Thiago Valladão, a graduação varia de acordo com a faixa etária, participação, frequência e empenho durante as atividades. “No judô, a cor da faixa simboliza o ciclo de aprendizagem de um praticante e, no Brasil, segue a seguinte ordem de cores: branca, cinza, azul, amarela, laranja, verde, roxa e marrom”, explica. O evento, chamado de bonenkai, é uma tradição japonesa realizada em dezembro, como despedida do ano velho.

 

As aulas do projeto Judô Socioeducativo começaram em março de 2012 com a participação de crianças de seis a 12 anos, matriculadas em escolas públicas, do Centro de Integração Municipal da Criança e do Adolescente (CIMCA) e da Casa da Criança de Santa Bárbara d´Oeste. O projeto é resultado de uma parceria entre a Fundação Romi e a Associação Paulo Alvim de Judô de Atibaia (APAJA), com incentivo do Programa de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado de São Paulo, com investimento do ICMS, que busca unir esporte e educação.

 

Na pontinha dos pés

 

As crianças da oficina de dança infantil “Na Pontinha dos Pés” irão apresentar a coreografia de ballet clássico “O amanhecer de Natal”, para marcar o encerramento dos ensaios, que começaram em agosto deste ano.  De acordo com a idealizadora do projeto e coreógrafa, Décia Furlan Rodrigues, as nove crianças participantes tiveram uma evolução muito positiva neste período. “Ter contato logo cedo com a dança traz resultados para o desenvolvimento, conhecimento corporal, coordenação motora, disciplina e socialização das crianças”, destaca Décia, que é funcionária da Indústrias Romi e atuou como voluntária no projeto.

 

“Mais que incentivar a prática das atividades, as oficinas da Estação Cultural visam ao desenvolvimento social e humano das crianças, principal missão da Fundação Romi. Agradecemos a parceria com os responsáveis pelo projeto Judô Socioeducativo e, também, a dedicação da Décia como voluntária”, ressalta a superintendente da Fundação Romi, Márcia Ameriot.

 

“É gratificante ver a evolução dos participantes do projeto Judô Socioeducativo e da oficina Na Pontinhas dos Pés. Eles são muito dedicados e farão uma grande festa de encerramento”, afirma a Assistente Cultural da Fundação Romi, Thiane Mendieta.

 

Presépio de Natal

 

Além da programação, o público poderá conferir também a exposição do Presépio da Sagrada Família em tamanho real, confeccionado com materiais recicláveis pelo artista plástico Mário Antônio Cavicchioli, que ficará aberta para visitação durante todo o mês de dezembro.

 

Estação Cultural

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O local tornou-se referência em toda a região por oferecer opções de qualidade gratuitas e para todos os públicos nos doze meses do ano. Desde sua inauguração, mais de 150 mil pessoas já visitaram e participaram dos seus projetos, eventos e exposições. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste. Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3455-4830.

 

Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A. , instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos.

Comentários

Notícias relacionadas