SB24Horas

Notícia na hora certa!

Energia solar gerou mais de 400 empregos por dia em 2021

energia solar

Setor fotovoltaico brasileiro contabilizou cerca de 153 mil admissões entre os meses de janeiro e dezembro

 

O Brasil criou 153 mil empregos no setor de energia solar em 2021, o que correspondeu a uma média de 419 admissões por dia, segundo cálculos realizados pelo Canal Solar com base em levantamento da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

Trata-se de um aumento de 77,9% em relação aos empregos acumulados no país em 2020, quando 86 mil contratações foram contabilizadas, uma média de 238 por dia. Desde 2012, a fonte solar já foi responsável por gerar de mais de 390 mil postos de trabalho em todas as regiões do país.

De acordo com Gustavo Tegon, co-fundador da Esfera Solar, distribuidora brasileira de kits fotovoltaicos, o aumento no número de empregos está diretamente ligado ao crescimento natural da fonte, que tem ganhado espaço na matriz energética e obrigado empresas a aumentar o quadros de funcionários para dar conta das demandas operacionais.

“Estamos triplicando o quadro de funcionários desde a nossa fundação e a tendência é que até o final do ano o tamanho da empresa seja duplicado. Também desenvolvemos o departamento de engenharia para melhor atender os nossos clientes. As contratações foram importantes para acelerar vendas e outras áreas, como suporte técnico, finanças e marketing”, disse o executivo.

Carolina Turganti, foi uma das profissionais contratadas pela Esfera Solar para trabalhar no setor de vendas da empresa em junho do ano passado. “Em março eu completei três anos de atuação no setor e a minha contratação na Esfera Solar aconteceu num momento muito importante. Entrei no começo da empresa, quando tínhamos 7 vendedores. Hoje, menos de um ano depois, lidero uma equipe que já conta com 21 profissionais”, disse ela.

Em entrevista recente ao Canal Solar, Rodrigo Sauaia, CEO da ABSOLAR, disse que em um país com alto déficit de empregos, como é o caso do Brasil, o investimento em solar é uma das alternativas mais viáveis para ajudar na recuperação da economia. “Além de proporcionar energia elétrica limpa e competitiva, é uma fonte que ajuda a atrair investimentos e gerar empregos de qualidade para a população junto aos municípios”, disse ele.

Investimentos

Além dos empregos gerados no país, o levantamento da ABSOLAR mostra que o setor solar atraiu mais de R$ 21,8 bilhões em investimentos no ano passado, incluindo as grandes usinas e os sistemas de geração em telhados, fachadas e pequenos terrenos.  O resultado representa um crescimento de 49% em relação aos investimentos acumulados até o final de 2020.

Ao todo, o setor já movimentou mais de R$ 66,3 bilhões em negócios desde 2012. Em termos de capacidade operacional, o Brasil conta hoje com mais de 13 GW de potência, somando as gerações centralizada e distribuída, o que já representa quase a mesma potência instalada na usina hidrelétrica de Itaipu, a maior do Brasil e segunda maior do planeta.