Em resposta à Kadu, Prefeitura diz não haver previsão para início de construção de casas populares

O vereador Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PR), recebeu resposta do secretário municipal de governo, Rodrigo Maiello, referente ao Requerimento nº 178/2015, por meio do qual o parlamentar solicitou informações à Administração Municipal sobre a construção de 224 moradias da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), como a confirmação do local, os prazos de início e término da obra e o processo de regularização da mesma.

 

No ofício enviado à Câmara, Maiello informa que a área indicada pelo Município está localizada entre o bairro Vila Rica e a Estrada da Cachoeira. “Infelizmente, não existe previsão para o início da obra, anunciada pelo prefeito Denis Andia em julho de 2013”, lamenta Kadu Garçom.

 

Maiello afirma que, segundo a Secretaria Municipal de Planejamento, o projeto Vila Dignidade, que consiste em 24 unidades, está em fase de elaboração pela Gerência de Projetos da CDHU. Ele esclarece que as outras 200 unidades encontram-se na fase de seleção de terreno, aguardando manifestação prévia da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) quanto à viabilidade da área.

 

O secretário explica, ainda, que não há previsão para início ou término das obras, assim como não há previsão para conclusão do processo de regularização dos procedimentos, uma vez que são de responsabilidade da CDHU. Após receber tais informações, o vereador protocolará documento questionando a CDHU sobre o impasse envolvendo a construção dessas moradias populares.

 

“Essa situação é verdadeiramente triste, por que existe um déficit muito grande de habitação em nossa cidade e muitas famílias estão esperançosas com essa obra. Sou questionado diariamente sobre a possível construção de casas populares, mas já se passaram quase dois anos após o anúncio feito pelo prefeito e nada foi iniciado”, lamenta Kadu Garçom.

 

Foto: Ilustrativa

Comentários

Notícias relacionadas