24Horas Olhar Feminino Santa Bárbara d´Oeste 

É possível seguir tendências e estar na moda sem gastar muito


Sustentabilidade, reaproveitamento e mistura de peças de diferentes coleções são as tendências

O reaproveitamento de peças e a tradução das tendências para o inverno 2017 marcaram os debates do evento Por Dentro da Moda, promovido pelo Senac Americana, na última semana. 

 

“Podemos utilizar as tendências sem gastar muito, apenas reaproveitando peças que já possuímos de coleções passadas que podem ser combinadas com alguns hits da nova estação. Dessa forma, não ficamos presos à moda e conseguimos ser mais sustentáveis. Com alguns truques de estilo também maximizamos o uso de peças esquecidas no guarda-roupa”, explica a docente da área de moda do Senac Americana, Carolina Furtado.


Segundo Aline Franco, também docente de moda da instituição, a proposta não foi ditar regras sobre o que as pessoas vão usar ou o que o confeccionista deve produzir na próxima estação. O objetivo do workshop foi trazer novidades de inverno de uma forma que possam ser adaptadas as preferências do público alvo. “Apresentamos truques de estilismo, cuidados básicos ao desenvolver as modelagens ou argumentar as vendas em relação ao tipo físico do cliente, as peças tendência e, também, conceitos de sustentabilidade no reaproveitamento de tecidos, aviamentos e peças que acabam ficando no estoque da confecção”, afirma.

 

Tendências 2017 – O inverno 2017 será bem sofisticado, com uma grande influência das décadas de 70, 80 e 90. “Será um inverno de um exagero moderado, chique e elegante mesmo nos estilos mais despojados e minimalistas”, explica Carolina.

De acordo com a docente, estarão em alta transparência, tecidos planos, camisaria, malhas mais estruturadas, sobreposição de peças, maxi casacos e coletes, vestidos estilo camisola, conjuntinhos pijama, pantalonas e roupas com comprimento midi, tanto para vestidos quanto para calças e saias. O jeans estará presente nas jaquetas bomber, com aplicações de patchs bordados.

“Para quem gosta de estampas, os destaques serão as geométricas, listras, florais, estampas étnicas – como pássaros inspirados no oriente -, xadrez janela e príncipe de gales e animal print mais discreto. Nos detalhes, teremos muitos laços e babados, fitas de veludo”, destaca a docente do Senac Americana.

Ela informa que os principais tons de inverno serão os terrosos, os nudes, os violáceos e azuis. O vermelho e o verde militar também marcam presença e o clássico preto, branco e cinza. Entre os tecidos em alta estarão os metalizados, com brilho e o veludo.

Para os sapatos, será a vez do tênis, em diversos modelos, cores e estilos. “Super versátil na combinação clássica com jeans e camiseta ou moderna com vestidos e saias”, finaliza a docente Aline Franco..

Moda Sustentável – A estilista Gabriela Mazepa, que ministrou palestra durante o evento Por Dentro da Moda, levantou questões importantes sobre a moda sustentável. Gabriela, que morou na França seis anos e há 10 atua no setor de moda sustentável, propõe o reaproveitamento e recriação de peças.

Para a estilista, o reuso provoca mudança de valores para o setor e recupera a figura do pequeno produtor, além de despertar o interesse do consumidor em saber quem faz a sua roupa. Dentro de seu projeto, o Re-roupa, ela propõe transformação de roupas em desuso, garimpo de matéria-prima em brechós, bazares e utilização de resíduo industrial têxtil. Apenas 15% das peças produzidas são reaproveitadas no País.

Cursos na área – O Senac Americana oferece o curso Técnico em Produção de Moda e diferentes cursos de curta duração. A programação completa pode ser acessada no Portal Senac www.sp.senac.br/americana ou pelo telefone (19) 3621-1350.

 

 

Comentários

Leia também...