Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Dicas para um bom portfólio de UX design

Online web design

Assim como currículo, o portfólio é um documento de grande importância para qualquer profissional, independente de sua área. Porém, ele apresenta uma relevância maior para o ramo da comunicação, como alguém que trabalha com UX design ou redação.

 

Isso acontece porque, diferente de outras profissionais, no qual o resultado do seu trabalho se encontra por meio de análises do serviço executado, como o trabalhador de uma fábrica, os profissionais de comunicação atuam com uma análise mais clara.

 

O trabalho automático costuma ser medido por resultados numéricos, como a velocidade ou a qualidade com a qual um serviço é realizado, como empresas de caldeiraria em SP, que definem o salário dos seus colaboradores mediante aos resultados individuais de cada um.

 

Já no ramo criativo, esse tipo de análise sobre o trabalho do profissional é feita de maneira mais específica, verificando a qualidade das atividades executadas, se esse ofício segue algum destaque artístico ou adota algum objetivo estabelecido pelo mercado.

 

Sendo o caso de uma companhia que busca atingir coletar informações relevantes dos visitantes do seu site, por meio de um formulário. Um profissional de marketing pode ser a pessoa ideal para esse tipo de serviço, montando as perguntas corretas.

 

Logo, para analisar o seu trabalho, é preciso acompanhar o número de respostas obtidas com esse questionário, assim como modelos anteriores elaborados por esse profissional, para companhias semelhantes ou de ramos diferentes, com objetivos similares.

Para que serve um portfólio?

Diante dessa realidade, o portfólio se apresenta como uma das ferramentas essenciais para se conhecer o trabalho executado por um profissional, servindo como um arquivo visual onde é possível se ter acesso às atividades realizadas anteriormente na área.

 

O que não é muito diferente de alguém que procura pela credibilidade de um distribuidor adubo, baseado no histórico dessa empresa, e em parcerias anteriores da companhia com outros mercados relacionados a comercialização de adubo e matérias naturais.

 

Para um profissional de comunicação, outras estratégias são importantes para destacar o trabalho de um especialista qualificado, como os serviços de networking, onde por meio de contato com outros profissionais, a sua reputação passa a ser construída.

 

Junto desse serviço de parceria qualificado, o profissional pode trabalhar com o prestígio do seu nome no mercado, e para completar isso, só é necessário estar acompanhado de um portfólio, como uma pasta que reúna os seus melhores trabalhos realizados.

 

No passado, esses portfólios podiam ser elaborados justamente como uma pasta física, reunindo documentos, planilhas e fotos das atividades previamente executadas por um profissional ou uma empresa.

 

Com o avanço das tecnologias, aliada a causa ambiental que luta pela redução do uso de papéis na sociedade, os portfólios passaram a se apresentar como arquivos digitais, podendo ser acessados por um pen-drive, CD ou até mesmo um site.

 

Podendo ser o caso de uma administradora de condomínios, que apresenta em seu site institucional as parcerias e serviços realizados com diferentes clientes. Por meio desse histórico apresentado, a empresa pode trabalhar com a construção de prestígio da marca.

 

Para alguém em busca de trabalho, o portfólio é cada vez mais exigido, em conjunto ao tradicional currículo, sendo possível, inclusive, unir os dois documentos por meio de links, pensando em um documento digital.

 

Podendo ser o caso de um programador com o objetivo de trabalhar com uma empresa de software de inteligência artificial, ou um UX designer, em busca de oferecer os seus serviços para uma agência de publicidade.

No que trabalha um profissional de UX design?

Não são só os modelos de portfólio que se modificaram com a evolução das ferramentas tecnológicas, pois até profissões que já atuavam com certos valores avançados passaram a contar com modalidades ainda mais específicas, acompanhando o avanço tecnológico.

 

É o caso dos profissionais de design, responsáveis pela concepção visual de uma série de produtos e serviços, indo da embalagem de uma caixa de leite ou suco, até o design da plataforma de ensino de um curso de design gráfico EAD (Ensino a Distância).

 

Por isso, um designer especialista em UX trabalha com o objetivo de entregar a melhor experiência possível ao usuário daquele produto, no que se explica a sigla UX (User Experience).

 

Esse profissional se ocupa não apenas da apresentação visual de um artigo, mas também de como o consumidor irá reagir ao mesmo, atuando com conceitos ligados à usabilidade, navegação e estrutura, quando se pensa em um site, por exemplo.

 

Tais conceitos também podem ser encontrados até mesmo em produtos materiais, como uma empresa de cobertura metalica, que passa confeccionar telhados com diferentes formatos, de forma a adaptar essas estruturas para a decoração adotada em um imóvel.

 

Os designers com especialidade de UX são cada vez mais necessários para o mercado como um todo, contando com os seus serviços para auxiliar na entrega do melhor produto ou serviço possível para o cliente, levando assim a um maior consumo do mesmo.

 

As áreas de atividade de um profissional de design UX são diversas, com eles podendo atuar em serviços como:

 

  • Confecção de embalagens;
  • Design de sites e aplicativos;
  • Diagramação de livros e revistas;
  • Elaboração de produtos da indústria.

 

E para esses profissionais, a melhor forma de divulgar os seus trabalhos realizados em uma área específica, é por meio de um portfólio.

 

Sendo assim, é chegado o momento de unir os temas abordados nesse texto, a importância de um portfólio e as atividades de um UX designer.

Como elaborar um bom portfólio para um UX designer

Qualquer profissional precisa seguir uma série de orientações ao montar o seu portfólio, devendo seguir os conceitos trabalhados pela área com a qual atua ou pretende exercer. 

 

Isso porque uma empresa de calculo estrutural pode exigir experiências específicas de um engenheiro, assim como um restaurante popular prefere atuar com profissionais da cozinha que tenham familiaridade com diversos tipos de culinária.

 

Para um profissional de design, essas particularidades também estão presentes, tendo um apelo ainda mais específico, quando se fala de um especialista em experiência do usuário. De forma a destacar o seu trabalho, é importantes seguir algumas dicas.

Desenvolva a sua identidade 

Se o trabalho de um UX designer é aprimorar a experiência do usuário, ao mesmo tempo que desenvolve a imagem de uma companhia específica, esse mesmo cuidado com a identidade também deve ser destacado em relação ao profissional.

 

Uma boa curadoria de trabalho é capaz de apresentar a personalidade de um profissional, que pode ter facilidade e experiência com um ramo específico, como a construção de sites, destacando assim a sua capacidade de trabalhar com essa área.

 

Qualidade > Quantidade

Trabalhar com uma seleção específica de trabalhos é importante também para destacar a capacidade de síntese de um profissional, apresentando as suas melhores obras, relacionadas a um objetivo específico, como ser contratado para uma vaga.

 

É importante compactar as atividades produzidas por um profissional, principalmente quando se refere a um colaborador de tempo no mercado, acompanhado de um longo histórico profissional, contando assim com diversas peças produzidas.

Demonstre confiança e profissionalismo

Se o portfólio atua como uma carta de apresentação da capacidade de trabalho de um profissional, é importante que esse documento apresente conceitos que destaquem outras características do profissional, ligadas ou não ao seu meio de trabalho.

 

Além disso, é importante que aquele que visualize o seu portfólio tenha confiança no seu trabalho e encontre um tom profissional em suas obras, para que dessa forma, empresas de engenharia civil em SP pensem nesse possível funcionário para um processo de contrato.

 

Para isso, é importante que o profissional de UX opere com alguns conceitos comuns da área, como a disposição das informações, das cores escolhidas, além do modelo de leitura adotado, que deve trazer uma boa navegação, quando se pensa em um ambiente digital.

Divulgue o seu portfólio

Por último, após a elaboração de um portfólio, o ideal é que o mesmo seja acessado com frequência, encontrando-se em plataformas de fácil acesso.

 

Hoje existem diversos sites nos quais o seu portfólio pode ser elaborado, como o Behance e o WordPress, nos quais por meio de uma construção digital é possível compartilhar o seu histórico profissional por meio de um simples link para gestores e empresas.

 

Com um portfólio bem produzido, um profissional de UX design conseguirá não só destacar o seu trabalho, mas trazer os próprios conceitos de experiência do usuário para aqueles que terão acesso ao seu acervo profissional.

 

O que irá apontar não só a sua capacidade profissional, mas também a sua aptidão para o setor com o qual trabalha, destacando o seu comprometimento com a melhor experiência do usuário, mesmo que seja em documento com o intuito de destacar o seu histórico.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.