fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Derrotado na estreia, São Paulo enfrenta o River Plate na Argentina

Revés na rodada inicial aumenta a pressão por
resultado na Argentina. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O São Paulo entra em campo nesta quinta-feira (10), às 19h30, para enfrentar o River Plate, no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. A partida é válida pela segunda rodada da Copa Libertadores e promove o encontro dos dois tradicionais clubes.

Após a derrota por 1 a 0, diante do The Stronghest (BOL), na estreia pela competição continental, o São Paulo não pensa em outro resultado, se não a vitória jogando na Argentina. Com grande parte do elenco à disposição, tendo apenas três baixas (Wesley, Breno e Renan Ribeiro), o técnico Edgardo Bauza demonstrou confiança em relação à expectativa para o confronto. O comandante tricolor ainda contará com o retorno do meia Michel Bastos, que desfalcou a equipe nas últimas duas partidas.

Referência dentro de campo e capitão da equipe, o goleiro Denis fez uma análise da atual situação são-paulina e destacou a dedicação da equipe em prol de melhores resultados. “Eu peço que o torcedor não desista do nosso time. Sei que não é uma fase que eles queriam que a equipe estivesse passando, nem eu gostaria de estar aqui dando explicações de derrotas. Em time grande, tem cobrança em todos os lados e temos que nos cobrar ainda mais, porque do jeito que está, não está funcionando”, falou.

Pelo lado argentino, o técnico Marcelo Gallardo também terá que lidar com desfalques na equipe. O principal deles é o zagueiro Maidana, diagnosticado com uma lesão após o clássico contra o Boca Juniors, no último final de semana. Além de Maidana, o defensor Eder Balanta e o meia-atacante Leonardo Pisculichi, também são ausências certas no River Plate.

O atual campeão continental vai a campo confiante com o planejamento de manter os 100% de aproveitamento e buscando retomar a liderança da chave. Consciente do peso da partida, Gallardo reiterou a busca pelo resultado e relevou as metas do River Plate na competição. “Uma vitória quinta nos deixaria muito bem colocados cara a cara com o futuro. É um rival direto e sabemos que em caso de vencermos, vamos ficar bem para o que vem a seguir. É preciso classificar e depois, sim, começar a verdadeira Libertadores com os duelos mano a mano”, comentou.

FPF

Comentários