Dengue: multirão no Jardim Europa recolhe 17 toneladas de materiais usados

Com o objetivo de retirar o máximo de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio de diversas secretarias, intensificou os serviços de mutirão. Neste sábado (29), mais de 17 toneladas de materiais inservíveis foram recolhidos em residências dos bairros Jardim Europa 2, 3 e 4. Neste próximo sábado (5), as casas do Jardim Europa 1 receberão os serviços. As equipes de agentes de controle de endemias do CCZ visitaram todas as casas do bairro, orientando os moradores sobre a importância de eliminar os criadouros de mosquito e informando sobre a ação que seria realizada no dia seguinte.

 

Durante a ação de sábado, cinco caminhões, uma retro-escavadeira, três caminhonetes e duas pick-ups percorreram todas as ruas dos bairros retirando todo o material que havia sido colocado na calçada. O material recolhido foi levado até o Aterro Sanitário do município, onde foi triado, separado e destinado. Ações de retirada de criadouros também foram feitas recentemente nos bairros 31 de Março, Nova Conquista, Zabani e Santa Fé.

 

Paralelo a isso, as equipes da Administração Municipal seguem com o cronograma de visitas em residências e comércios, realizando o trabalho de orientação à população. Além disso, há a nebulização em residências, distribuição de panfletos, cartazes e notícias veiculadas nos jornais, internet e rádio tratando do tema. O Centro de Controle de Zoonoses também realiza palestras em escolas e comunidades.

 

Além do mutirão, a Administração Municipal alerta para a necessidade de ações de prevenções, como tampar reservatórios de água – cisternas, caixa d’água, tanques e fossas -, manter as calhas limpas, armazenar garrafas com o bico voltado para baixo, manter pneus cobertos evitando acúmulo de água, manter o quintal limpo, roçado, removendo lixo e entulhos, armazenando-os em recipientes adequados e depois os destinando à coleta. A população também deve descartar pratinhos de plantas, lavar com bucha recipientes de alimentos de animais domésticos pelo menos uma vez por semana, abrir portas e janelas quando a nebulização estiver sendo feita na rua e nunca deixar de atender em casa o agente de saúde.

 

Fotos: Marcel Carloni

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas