RMC 

Consórcio PCJ lança o projeto Gota d’Água 2019 para debater água e saneamento básico

Mais de 120 convidados foram recebidos na ARES-PCJ, agência reguladora de Saneamento, para conhecer o projeto que envolve mais cidades neste ano

 

O Consórcio PCJ abriu oficialmente as atividades do projeto Gota d’Água 2019 nesta terça-feira, dia 19, na sede da Agência Reguladora de Saneamento (ARES-PCJ), em Americana. Com mais de 120 participantes, o encontro reuniu educadores, representantes de secretarias de Meio Ambiente e Educação e gestores de saneamento e abastecimento de água. O tema escolhido este ano é “Desafio Água e Saneamento” e terá o incremento de novos municípios participantes, graças à parceria com a ARES-PCJ, que levará o projeto para cidades reguladas pela agência. Até junho, estão programados dez encontros regionais. O primeiro será em Amparo, no dia 3 de abril. Nos intervalos das capacitações presenciais, o Consórcio PCJ promoverá encontros a distância, por meio de EAD.

Na apresentação desta edição do Gota d’Água, Andréa Borges, gerente técnica do Consórcio PCJ e coordenadora do Programa de Educação Ambiental responsável pela realização do projeto, abordou problemas que envolvem a gestão da água e o direito universal ao saneamento básico. Atualmente, ressaltou Andréa, a oferta desses recursos essenciais à população brasileira concorre com desafios para conter perdas hídricas, desperdício, controlar ocupações irregulares, entre outros fatores impactantes.

Carlos Roberto de Oliveira, diretor administrativo e financeiro da ARES-PCJ, destacou a importância do Gota d’Água como projeto educacional eficiente para envolver a comunidade em ações de conservação dos mananciais. Oliveira informou ainda que apenas 2% da população que vive nas áreas de abrangência da ARES-PCJ conhece a atribuições da agência. “Neste sentido, a participação no projeto vai possibilitar maior visibilidade dos nossos serviços que estão disponíveis para o cidadão”, reforçou o diretor da agência.

O secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahoz, lembrou o pioneirismo da entidade nas iniciativas de saneamento das bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Bacias PCJ) e enfatizou que os projetos ambientais para manutenção da água são mais eficazes quando envolvem educadores, pelo poder de impactar e criar multiplicadores. “Todos somos educadores e todos temos a responsabilidade de instruir sobre a conservação dos recursos hídricos se quisermos um mundo melhor”, declarou Lahoz.

Para a palestra inaugural, o Consórcio PCJ convidou Rubens Filho, do Trata Brasil. O coordenador de Comunicação da organização ofereceu um panorama da situação ambiental no Brasil, do ponto de vista da sustentabilidade da água e dos impactos econômicos sobre a falta de ações e planejamento envolvendo o saneamento básico.

Também do Trata Brasil, Edna Cardoso, coordenadora de Projetos, discorreu sobre a educação ambiental como importante aliada à disponibilização do saneamento à população brasileira, com exemplos práticos de atividades desenvolvidas pela ONG.

Durante o evento, os convidados contribuíram com perguntas e compartilharam experiências. Além disso, saíram animados com o formato do projeto neste ano, que envolverá o uso de tecnologia e redes sociais nas ações regionais.

Segundo a consultora ambiental do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente de Holambra, Silvia Weel, esta será a primeira vez que o município participa com uma ação integrada junto com a Secretaria de Educação, em um projeto como o Gota d’Água. “Acredito que juntas, as pastas vão propor iniciativas e ações voltadas à conservação e manutenção da água e saneamento básico da cidade que farão diferença no futuro. Estamos animados com o projeto”, completou Silvia.

Calendário
Este ano, o Gota d’Água será realizado em uma área bem mais abrangente e vai contemplar quatro bacias hidrográficas (PCJ, Pardo, Tietê Jacaré e Sorocaba Médio Tietê). Isto só é possível com a parceria inédita da ARES-PCJ. Desde a criação, em 2015, o Gota d’Água capacita em média 200 mil pessoas ao ano com educação e sensibilização ambiental voltadas à gestão hídrica e proteção dos rios, além de promover o uso sustentável da água e a conservação do meio ambiente.

Até o final de junho, o projeto promoverá dez encontros regionais nas cidades de Amparo (dia 03/04), Ribeirão Preto (10/04), Atibaia (17/04), Campinas (24/04), Indaiatuba (08/05), Limeira (15/05), Piracicaba (22/05), Pirassununga (29/05), São Carlos (06/06) e Sorocaba (26/06).

Nos intervalos das capacitações presenciais, o Consórcio PCJ realizará encontros a distância, por meio de EAD, no canal Cursos online no site da entidade (www.agua.org.br). Também será criado um grupo de WhatsApp do projeto em cada encontro regional para troca de experiências entre os participantes e socialização de ideias e sugestões.

As capacitações são destinadas a professores e estudantes de escolas públicas, além de técnicos das secretarias de Meio Ambiente e dos serviços de saneamento e representantes das comunidades locais. Por meio de atividades educativas socioambientais, troca de experiências, uso de ferramentas tecnológicas e redes sociais, o projeto busca destacar a importância do planejamento e da ação cidadã para a sustentabilidade hídrica.

Em novembro, será realizado o Seminário de Avaliação sobre a iniciativa. Nessa oportunidade, os municípios participantes terão de apresentar vídeos de até três minutos de duração com as ações desenvolvidas com o tema do projeto de 2019. Caberá a uma banca avaliadora escolher os trabalhos que receberão os prêmios “Destaque do ano” e “Sua gota faz a diferença”.

 

 

SAIBA MAIS

Consórcio PCJ
O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ) foi fundado em 13 de outubro de 1989 como uma associação de direito privado sem fins lucrativos. É composto por municípios e empresas compromissados com a recuperação dos mananciais em sua área de abrangência.

A conscientização dos setores da sociedade sobre os problemas que envolvem os recursos hídricos, o planejamento e as ações para manutenção e recuperação de mananciais são a base do trabalho realizado pelo Consórcio PCJ.

Gerida por um Conselho de Consorciados, a entidade desenvolve programas de preservação e recuperação ambiental, com foco na sustentabilidade hídrica.

Para mais informações, acesse: www.agua.org.br

ARES-PCJ
A Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (ARES-PCJ), instalada em 2011, tem a função de regular e fiscalizar os serviços públicos de saneamento básico nos municípios. Atualmente, 56 cidades são associadas à ARES-PCJ. De acordo com o Censo IBGE de 2017, a população estimada nestes municípios soma 7.457.498 habitantes.

Para mais informações, acesse: www.arespcj.com.br

Comentários

Notícias relacionadas