SB24Horas

Notícia na hora certa!

Como montar o planejamento de seu negócio

Foto de fauxels no Pexels

Administrar e gerenciar um negócio requer muito planejamento e disciplina, assim como conhecimento sobre o ramo e o mercado que se está sendo inserido. 

Para isso, é preciso entender as ferramentas essenciais que compõem tal planejamento e as diferentes formas de utilizá-las em prol de melhorar os resultados da empresa.

Sendo assim, o texto de hoje irá abordar como montar esse planejamento para a sua organização, buscando explorar ao máximo as ferramentas e recursos disponíveis no mercado de trabalho, apontando as vantagens e os benefícios em se investir em tais frentes. 

A internet e a tecnologia tem andado lado a lado buscando oferecer à sociedade novas funcionalidades e maneiras mais simples de realizar determinadas tarefas.

Independente se é uma pessoa comum ou uma empresa responsável pelo comércio de cabeamento estruturado para edifícios comerciais e data centers.

Quando pensamos no planejamento de um negócio, as coisas não são tão diferentes assim. Existem novas tecnologias e diversos novos programas, softwares e ferramentas que auxiliam muito, tanto na produção quanto na administração e gestão de uma empresa.

Sem mencionar que, conforme a tecnologia avançou, tanto as empresas quanto as pessoas mudaram seus interesses, mudaram a velocidade em que mudam de idéia, seja ela relacionada a uma opinião de serviço ou um produto, como ventilador com umidificador industrial.

Isso significa que é muito mais difícil realizar um planejamento eficaz para o seu negócio, afinal, as pessoas mudam muito de interesses e isso deixa os planos mais variáveis, fazendo com que a empresa tenha que se adaptar e procurar sempre novas maneiras de mudar o rumo do trajeto já traçado. 

O impacto que o planejamento pode causar em um negócio é imenso, já que ele é capaz de afetar diretamente o crescimento da organização, prejudicando a sua expansão e a venda de laudo elétrico das instalações, por exemplo.

Ou seja, a empresa que se planeja consegue lidar melhor com as possíveis mudanças que ocorrem durante um projeto ou uma campanha. Já aqueles que apenas improvisam no meio do caminho, está fadada a ter seus resultados prejudicados.

Mas o planejamento pode afetar todas as empresas de qualquer segmento no mercado? É possível dizer que as vendas e o marketing da mesma podem ser prejudicados com a má gestão do planejamento? 

Quais as ferramentas mais utilizadas no mercado? Isso afeta até produtos mais simples como porta de enrolar automática preço.

A resposta dessas e de muitas outras perguntas pode ser encontrada nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor abordado, mostrando o real impacto e necessidade de um planejamento para os seus negócios. 

O conceito de plano de negócios

De forma simples e bastante direta, um plano de negócios é uma ferramenta de gestão que ajuda o gestor a verificar se todos os passos da empresa em busca da conclusão de um projeto ou até mesmo de um objetivo estão sendo cumpridos.

Através dela, seja uma grande logística ou um comércio de vendas de purificador ibbl, fica muito mais simples guiar a organização e saber quando parar de realizar determinada estratégia e quando seguir, aumentando e muito a probabilidade de que suas investidas no mercado de trabalho tenham mais sucesso.

Ou seja, pensemos em um simples passeio no shopping. Você pode planejar quanto irá gastar, onde irá, onde comerá, se irá assistir um filme, qual filme, qual horário, entre diversas outras alternativas. Isso permite que você gaste menos, otimize o seu tempo e consiga ir a mais lugares.

Quando pensamos no meio corporativo, mesmo uma empresa focada em guarda corpo industrial preço, consegue então ter maiores possibilidades na hora de negociar e ofertar ao mercado o que se tem de melhor.

Para exemplificar, algumas desses benefícios e descobertas são:

  • Correção de desvios da meta;
  • Simulação de cenários;
  • Alinhamento de informações importantes;
  • Maior precaução contra imprevistos;
  • Maior possibilidade de encontrar parcerias e financiamentos.

Tais benefícios podem ser aplicados de maneiras diferentes dependendo do ramo industrial no qual a marca atua, os produtos e serviços que ela oferece, a forma como a empresa lida com tais estratégias, entre diversas outras.

Porém, seja para um comércio de produtos caseiros ou bebedouro de coluna para garrafão, quando feito de maneira correta, as empresas conseguem usufruir e muito de um planejamento estratégico. 

Em outras palavras, é uma maneira mais estável de assegurar que a empresa conseguirá atingir seus objetivos.

Pode-se dizer que, em qualquer um dos benefícios listados acima, o planejamento é essencial, fazendo com que os clientes tenham uma maior confiança na própria empresa.

Afinal, se ela está dando certo, isso é refletido nos produtos e serviços que ela comercializa, assim como o próprio atendimento e posição no mercado.

Dicas ao criar o planejamento

Seja para uma empresa que é especialista em desenvolver um quadro eletrico residencial ou em comercializar matéria-prima, algumas dicas podem ser essenciais para criar um bom planejamento e garantir o destaque necessário no meio de atuação.

Dessa forma, confira abaixo algumas dicas e procure adaptá-las de maneiras que se apliquem da melhor forma possível aos seus negócios. 

  1. Seja o mais objetivo possível

Objetividade é a chave para o sucesso de qualquer planejamento. Tenha em mente que o planejamento eficaz e bem feito deve ser lido por qualquer pessoa e compreendido, mesmo que tenham detalhes técnicos que sejam mais difíceis de interpretar.

Quando se tem objetividade em um planejamento, isso evita segunda interpretações em algo que deve ser simples de entender, podendo prejudicar o andamento do projeto e deixar que a meta seja atingida com mais dificuldades e em menos tempo.

Portanto, sempre que for se sentar e começar a planejar e traçar seus planos de negócios, tenha em mente que menos sempre é mais e, quanto mais simples de entender, maior será o potencial do planejamento. 

Sempre é possível adicionar detalhes nas tarefas em outro lugar, mas no plano em si, seja simples.

  1. Estude o mercado

Informação nunca é demais e, no mundo corporativo, informação é poder. Quanto mais informações sua empresa tiver para utilizar a seu favor, melhor será o planejamento e mais certeiro ele será, pois é baseado em informações reais, críveis e que refletem a atual situação no mercado e segmento que ela atende.

Entender quem é o seu público e o que eles buscam é apenas um exemplo das diversas e valiosas fontes de informações que a organização pode ter sobre o mercado. 

Saber quem é o seu concorrente e a real força do seus produtos e serviços é outro exemplo fortíssimo de como essa informação pode ser utilizada a favor da empresa.

Portanto, saiba quais os reais desafios que sua marca está enfrentando no momento, quais que ainda podem vir e se antecipe para diminuir possíveis impactos. 

Quando tudo isso é feito em harmonia, a possibilidade da empresa permanecer forte e ativa no segmento é muito maior.

  1. Realize testes

Testar o plano de negócios é outro ponto muito importante dentro do seu planejamento, afinal, como saber se ele é eficaz e cumpre com o que foi pensado pelas pessoas responsáveis pela empresa sem testar antes? Por isso, é tão importante sempre estar um passo à frente.

Dessa forma, tenha tudo esquematizado em uma planilha, tabela ou imprima em um papel e verifique quais os passos que precisam ser dados para que o mesmo seja concluído.

Portanto, verifique se eles são funcionais, teste com seus consumidores e realize as correções necessárias conforme as análises são feitas.

Utilize ferramentas de gestão de projetos, elas podem ser um real diferencial em toda essa situação. O Six Sigma ou o próprio Lean Manufacturing podem ser extremamente importantes e destacar a real diferença entre um projeto que utilizou de ferramentas e uma empresa que não sabe o que realmente está fazendo.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou como montar um planejamento de negócios, mostrando o quão importante é estruturar os pilares que irão fazer parte de toda uma estratégia da empresa, explicando seu conceito e suas vantagens, além de algumas dicas essenciais que podem ser a diferença entre um planejamento bem-feito e um fracasso.

Tudo isso irá depender de como cada empresa lida com a situação, podendo variar bastante dependendo do tamanho, engajamento e investimento da marca, recursos e tempo disponível para criar o planejamento, entre diversos outros aspectos.

Agora que já ficou muito mais claro de como funciona o plano de negócios, procure estudar ainda mais sobre o assunto e acertar em cheio no momento em que começar a desenvolver o seu. Lembre-se, sua empresa depende disso, portanto, faça o melhor possível.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.