Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Variedades

Como gerenciar seu negócio em tempos de crise

Em tempos de crise como esta que estamos vivendo, é muito importante saber agir adequadamente para que os negócios se mantenham ativos no mercado.

A pandemia do novo coronavírus exigiu que as empresas rapidamente mudassem sua rotina de trabalho, o mesmo acontecendo para os trabalhadores autônomos e informais.

No entanto, nem todos sabem como agir nesses momentos, o que representa um risco para o bom andamento dos negócios. Isso acaba por impactar diretamente na receita, trazendo prejuízos para muitas empresas e pessoas.

Tudo o que diz respeito à grande maioria das organizações, de todos os tamanhos, espalhadas pelo mundo, sofreu amplas mudanças. 

Além de uma nova rotina de trabalho – ou até mesmo em casos em que os funcionários de uma empresa foram suspensos – é importante que se reinventar em diversos outros aspectos.

Uma boa gestão financeira e métodos de trabalho home office são as prioridades para as empresas. Já para os trabalhadores autônomos e informais, é importante saber se comunicar neste novo momento, divulgar seu trabalho, etc.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre esses pontos para que os negócios fluam da melhor maneira enquanto esta situação permanecer.

Formas de adaptação para empresas

O momento atual exige que os empreendedores tenham um autocontrole de suas finanças. 

Isso porque a pandemia que assola o planeta trouxe inúmeras implicações aos negócios. Dentre elas, pode-se destacar:

  • Redução de clientes;
  • Queda no faturamento;
  • Ausência de funcionários;
  • Redução de produção.

Uma boa administração financeira sempre foi um dever do gestor, mas neste momento, ela é ainda mais importante.

Mesmo assim, alguns erros continuam aparecendo, e dentre as mais comuns estão a mistura de rendimentos patrimoniais e pessoais, falta de planejamento financeiro e contração de dívidas.

Para evitar problemas maiores no futuro, é essencial fazer um planejamento que conduza melhor a gestão financeira. E para superar esse momento de crise, algumas dicas são:

1 – Prever o cenário

Uma microempresa de salgados para aniversário pode, por exemplo, fazer um levantamento das despesas previstas, como:

  • Salários;
  • Aluguel;
  • Água, luz, telefone, internet;
  • Material de limpeza;
  • Material para produção.

2 – Análise das despesas

Quando aquelas contas mais importantes, como as apresentadas anteriormente, são planejadas e previstas, é possível definir ações que priorizam as que mais têm impacto nos negócios.

No exemplo anterior, as despesas com aluguel e a compra de produtos para o preparo dos salgados são as despesas “prioridade”, portanto, são as que mais impactam no negócio.

3 – Ajuste dos gastos

Para que seja possível reduzir os gastos e melhorar o orçamento, uma empresa de filmagem de festas e eventos deve tomar algumas providências.

Para isso, é possível negociar com fornecedores um aumento no prazo de pagamento, além de renegociar dívidas adequando o valor para o mês vigente. 

Também é importante evitar despesas que não sejam extremamente necessárias.

4 – Buscar novas formas de faturamento

Em muitos tipos de negócios, é possível encontrar novas maneiras de aumentar o faturamento, como:

  • Promoção de produtos;
  • Implantar serviços de entrega;
  • Ampliar formas de pagamento;
  • Investir em marketing digital.

5 – Implantar home office

O trabalho remoto aumentou exponencialmente, e se tornou a melhor saída para empresas de diversos setores. 

Por meio dele, uma empresa de aluguel de materiais para eventos pode manter seus colaboradores ativos, o que diminui o impacto negativo da pandemia.

O home office também traz outra vantagem, que é o fato de que a saúde dos colaboradores será preservada enquanto esse momento durar. Mas para fazer isso, é importante organização e o uso de algumas ferramentas.

Existem softwares que permitem monitorar o trabalho dos colaboradores e o tempo que estes permanecem realizando suas atividades.

É natural que os gestores se sintam apreensivos, mas por meio desses programas, fazendo login no computador em sua casa, o colaborador pode realizar sua marcação de ponto, deixando registrado o horário que inicia e termina sua jornada de trabalho.

Além disso, o próprio Google oferece recursos gratuitos que permitem a marcação de reuniões remotas, agendamento de tarefas e até feedback de produtividade.

Adaptação de trabalhadores informais e autônomos

Além das empresas, existem duas categorias que também precisam se adaptar a essa nova realidade: os trabalhadores informais e os profissionais autônomos.

Estes dois também precisam seguir algumas dicas para manter o seu faturamento e evitar que a crise atual prejudique o seu trabalho. E dentre as principais estratégias estão:

1 – Melhorar a comunicação com o público

Um profissional autônomo de tosa e banho pode atender a domicílio os seus clientes. Mas além de tomar alguns cuidados básicos como o uso de máscaras protetoras e álcool gel, ele precisa divulgar o seu trabalho por meio da comunicação com seus clientes.     

O marketing digital cresceu muito atualmente, e ele oferece diversas maneiras para que empresas e profissionais se comuniquem com seus clientes, como no caso do marketing de conteúdo.

Por meio dele, um profissional que ofereça consulta médica domiciliar pode informar sua clientela sobre os benefícios desse tipo de consulta, e outros assuntos pertinentes. 

É uma maneira de entregar conteúdo de valor e conquistar a confiança das pessoas, ao mesmo tempo em que divulga seu trabalho.

Além disso, o profissional pode fazer o uso da tecnologia e de aplicativos como o Whatsapp para se comunicar com seus clientes.

Por meio dele, o profissional estabelece uma comunicação rápida, sem depender do telefone do estabelecimento.

2 – Divulgação do serviço

Profissionais autônomos e informais dependem muito da divulgação de seus serviços para conseguirem trabalhar. E a internet é a melhor ferramenta para isso em tempos de crise.

As pessoas encontram-se em casa e estão usando a internet mais do que nunca para se comunicar e se manterem informadas. 

Porém, a maioria está usando a internet para trabalhar, por isso, aplicar o marketing digital é uma excelente maneira de divulgar serviços.

Para agendar uma consulta com dermatologista, por exemplo, as pessoas estão recorrendo à internet. 

Por isso, é essencial ter um bom site em funcionamento, e que este faça uso das estratégias em SEO para ser facilmente localizado nos resultados de busca.

Outra dica é divulgar e-mails para contato, para que o consumidor tenha sempre uma maneira de falar com os profissionais que precisa mais rapidamente.

Além disso, esses profissionais podem investir em sites de divulgação, e existem muitos tipos na internet, que vão desde os gratuitos, até os mais completos. Por meio deles, os consumidores encontram páginas, telefones e e-mails de profissionais dos mais variados segmentos.

3 – Inovar na hora de gerar renda

O momento atual exige que, mais do que nunca, os profissionais sejam criativos na hora de gerar renda. Por exemplo, o proprietário de um pequeno estabelecimento para vistoria veicular completa pode atender em domicílio.

Esse é um dos tipos de comércio que foram obrigados a fechar suas portas durante a quarentena, mas isso não significa que você não possa trabalhar.

Pelo fato de as pessoas estarem em casa agora, é possível atendê-las em suas casas e oferecer o serviço que precisam. Outra dica é prestar consultorias, até que o tudo se restabeleça.

Por exemplo, um advogado ou um administrador podem prestar consultorias, inclusive relacionadas aos problemas e tendências trazidas por esta nova realidade.

Se o profissional possui outras habilidades, também pode investir nelas para gerar alguma renda enquanto esta crise permanecer. Mas independentemente do que seja feito, é importante manter uma boa gestão financeira.

4 – Priorizar a gestão financeira

Assim como para uma mecânica geral automotiva é importante ter uma boa gestão financeira, para profissionais autônomos e informais também.

Por isso, durante esse período de crise, é fundamental separar as finanças pessoais das que abrangem o trabalho. 

Misturar gastos traz muitos problemas, e se organizar financeiramente é o único jeito de evitar passar por essa situação.

Além disso, distinguir esses dois custos facilita na hora de declarar imposto, que este ano exclusivamente teve o prazo estendido. Por isso, é o momento ideal para se organizar.

Com o faturamento em baixa por conta da demanda reduzida, é comum que muitas pessoas apelem para o cartão de crédito. Em muitos casos, os profissionais precisam garantir materiais básicos para a execução de seus serviços.

Nesses momentos, o cartão de crédito pode ser uma boa opção, mas deve ser usado com cautela. 

O ideal é que esse cartão seja exclusivo para os gastos do profissional. Além disso, deve-se comprar somente o necessário, para que o endividamento não aconteça.

Conclusão

Uma pandemia como esta é algo que ninguém esperava, e que colocou em risco muitas empresas e profissionais. Ela exige atenção e a capacidade de administrar e inovar para se manter ativo até tudo isso acabar.

E através da internet, muitas pessoas estão solucionando seus problemas. Isso permite que, além de salvar os negócios, a saúde de todos seja protegida.

E após o fim dessa crise, será possível retomar as atividades com a certeza de que o negócios está preparado e mais amadurecido para um momento de crise.     

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.