Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Como é o mercado de trabalho para o profissional de automação industrial?

O mercado de trabalho vive em um processo de completa transformação, acompanhando as modificações da sociedade e de como o público apresenta novas necessidades, reagindo à realidade na qual se encontra.

 

Pode parecer uma concepção complicada, mas é fácil de se entender se pensarmos no papel que a internet e as tecnologias de comunicação representam para a sociedade moderna, estando presentes nos meios sociais, comerciais e profissionais.

 

O barateamento das tecnologias permitiu a ampliação desse tipo de acesso, no qual a internet se tornou uma ferramenta utilizada pelo público para diferentes finalidades, como lazer, pesquisas educacionais, um meio de trabalho e até um ambiente de negócios.

 

Uma relação que permite com que um empresário, em busca de comprar reator para os sistemas de energia das suas fábricas, possa utilizar da internet como uma plataforma para pesquisar os melhores modelos, fornecedores, e por fim, concluir o processo de compra.

 

E se o mercado consumidor se modifica com a chegada das novas tecnologias, o meio profissional é o primeiro a se adaptar a esses novos modelos, com novas profissões ou com a atualização de áreas já conhecidas.

 

Entre as capacitações que se destacam pelo seu tom de frequente renovação, sendo necessário estar a par das novas tecnologias presentes no mercado, é o setor da automação industrial, exigindo profissionais cada vez mais capacitados.

Qual o trabalho de um técnico em automação?

A profissão de um tecnólogo em automação industrial é de grande importância não apenas para o mercado industrial, mas também para todos os setores que dependem dessa áreas, tais como o setor alimentício, fabril, de geração de energia até o de vestuário.

 

Essa relação de dependência acontece diante o processo de automação das atividades fabris, no qual o trabalho humano é otimizado, ou, em casos específicos, chega a ser substituído pela atuação mecânica e aprimorada das máquinas.

 

Um exemplo dessa aprimoração do trabalho humano é por meio da instalação de um painel de automação industrial, controlando o transporte de energia para as máquinas e para os setores em geral de uma fábrica, permitindo o melhor controle sobre ambos.

 

Pensando então no profissional de automação industrial, além da variedade de setores com o qual ele pode atuar, como uma fábrica de roupas ou indústria de produção de energia elétrica, por exemplo, existe também a diversidade de funções.

 

Entre as atividades competentes para um profissional da área de automação se destacam:

 

  • Projetar máquinas;
  • Desenvolver softwares;
  • Instalação de programas;
  • Criação de componentes robóticos;
  • Conserto de peças mecânicas e máquinas industriais.

 

São um conjunto de ocupações que se mostram essenciais para o funcionamento não apenas do setor industrial, mas da sociedade como um todo, que depende dos trabalhos realizados nessa área, e em conjunto com o público apresentam novas necessidades.

 

Com o ser humano estando cada vez mais conectado às possibilidades digitais, esse mesmo tipo de modificação também é esperado do setor de trabalho como um todo, adaptando as suas atividades aos novos instrumentos disponíveis.

 

E junto das novas máquinas desenvolvidas, também se torna necessário a ação de profissionais especializados no manuseio desses aparatos, que apresentam modificações com uma frequência cada vez maior.

 

Estar atento às novidades do setor é uma atividade essencial para um profissional que atue com a manutenção de geradores, por exemplo, que precisa conhecer sobre o funcionamento dessas máquinas, que se atualizam seguindo as tecnologias disponíveis.

 

A formação técnica em automação industrial busca justamente responder a essa necessidade do mercado por profissionais capacitados, mostrando-se preparados para lidar com a frequente renovação de maquinaria nesses setores.

 

O curso de tecnólogo em automação industrial possui uma duração média de 3 anos, no qual os estudantes são capacitados para atuar diretamente com a indústria, por meio de uma formação técnica, sempre otimizado pelas tecnologias vigentes e em atualização.

 

Esse mesmo avanço tecnológico se encontra no próprio meio de estudo, por meio do desenvolvimento de novos métodos de ensino, como nas aulas em EAD, com o ensino completo à distância, ou por um estilo híbrido, tornando-se uma opção comum.

 

Além disso, a graduação está disponível tanto em instituições públicas como privadas, acompanhando a variedade de formas de ensino que essa formação apresenta, acompanhando as tecnologias necessárias para colocar em prática as atividades voltadas ao setor.

 

Um conjunto de instruções que aborda conceitos técnicos, como a programação de CLP e IHM, para a configuração de máquinas e o seu controle humano, além de lições sobre práticas de segurança para esses profissionais especializados.

 

Para isso, o conjunto de aulas nesse setor trabalha tanto com questões práticas como teóricas, preparando esse futuro profissional em automação industrial a lidar com diferentes instrumentos, e também com a relação que essa área tem com a sociedade como um todo.

 

Com o intuito de capacitar o profissional para essas diferentes atividades, o curso de formação de um tecnólogo em automação costuma abordar um número diverso de áreas de estudo, com disciplinas voltadas a campos específicos e amplos, como:

 

  • Matemática;
  • Física;
  • Informática;
  • Eletroeletrônico.

 

Um grupo complexo de matérias que se amplia para diferentes atividades, como no desenvolvimento de uma bomba de vácuo, no processo de manutenção dessas peças, além da instalação desses instrumentos em um sistema industrial de uma fábrica.

 

Diante dessa pluralidade de matérias, é nítida a variedade de setores com os quais esse profissional pode atuar, sendo uma figura importante para o meio industrial como um todo, independente da especificação do setor de trabalho.

Em quais áreas um técnico em automação pode atuar?

As possibilidades de trabalho para um profissional de automação industrial envolve um grande conjunto de áreas. 

 

Diante disso, vale destacar algumas indústrias, entre elas:

 

  • Indústria automobilística;
  • Indústria química;
  • Indústria alimentícia;
  • Indústria agrícola;
  • Indústria farmacêutica;
  • Indústria petroquímica;
  • Indústria metalúrgica.

 

É um meio de trabalho diverso, porém com atividades em comuns, como na manutenção e manuseio das máquinas necessárias para essas atividades, contando com uma capacitação ampla, que aborda as particularidades de cada setor.

 

Outras similaridades estão nos equipamentos de segurança, como no uso de capacetes, óculos de proteção, protetor auricular plug silicone e coletes de segurança. Tudo para garantir o melhor trabalho possível desses profissionais.

 

E quanto maiores são as possibilidades de trabalho, maiores se tornam os benefícios relacionados a esses serviços, e na mesma medida, são apresentados novos desafios.

As vantagens e desvantagens da área

Assim como todo setor de trabalho, principalmente ao se tratar de uma formação especificamente nova, a área de automação industrial apresenta um conjunto variado de vantagens e desvantagens, que devem ser levantadas por alguém interessado na área.

 

Entre os pontos positivos se destaca novamente a pluralidade de atividades relacionadas à área, que já conta com uma diversidade de setores, como foi citado no tópico anterior, dispondo também de um conjunto de especializações, podendo o profissional atuar como:

 

  • Vendedor;
  • Consultor;
  • Desenvolvedor de sistemas;
  • Supervisor de montagem e manutenção.

 

Uma série de atividades que pode ajudar um empreendedor em busca de uma ferramentaria de moldes, para aplicar esse processo na maquinaria de sua fábrica, que se encontra nessa região específica do país.

 

Por ser uma área de grande necessidade para o setor industrial, a profissão de um tecnólogo em automação industrial conta com uma positiva média salarial, acompanhando o tempo de trabalho e o tamanho da empresa.

 

A média salarial varia entre R$ 2400 e R$ 4600, conforme informado pela empresa VAGAS Tecnologia.

 

Porém, por ser um mercado em constante processo de atualização, acompanhando as renovações do setor industrial, é comum que esse trabalho tenha uma exigência frequente de atualização do próprio profissional, que precisa estar preparado para esses novos métodos.

 

E não basta conhecer as funcionalidades de uma resistência aletada retangular, para se destacar nessa área, é preciso conhecer as particularidades da peça, como realizar a manutenção da mesma se necessário, e claro, saber como instalar esse instrumento.

 

Além disso, essas atividades permitem com que esse funcionário não seja ameaçado pela sua substituição por uma máquina industrial, sendo um situação bastante comum nesta área, acompanhando a redução de custos e o aumento de produtividade dessas máquinas.

 

Contudo, isso não chega a ser um problema para um profissional bem formado, que se encontra preparado justamente para se adaptar às novas funções que surgem no meio industrial, por trás do manuseio e manutenção dessas novas máquinas.

 

No fim, a atuação de um tecnólogo em automação industrial se mostra cada vez mais necessária, de acordo com a renovação tecnológica do próprio setor de trabalho.

 

E se as máquinas estão cada vez mais presentes nos meios de produção, é importante contar com um profissional capacitado para lidar com essas atividades específicas, sendo uma área de trabalho que progride junto ao setor tecnológico.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.