Comitês PCJ celebram 20 anos com lançamento do Prêmio Yara de Comunicação

A partir da esquerda - Patricia Barufaldi, Gabriel Ferrato e Luiz Roberto Moretti

A partir da esquerda – Patricia Barufaldi, Gabriel Ferrato e Luiz Roberto Morett

Os Comitês das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí completam em 2013 duas décadas de intenso trabalho no sistema de gestão dos recursos hídricos. Desde a fundação, os Comitês PCJ acompanham e avaliam as políticas para as tomadas de decisões em benefício das Bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Bacias PCJ). E, para comemorar, haverá uma programação especial para os próximos meses, tendo entre as principais atividades, o lançamento do Prêmio Yara de Comunicação 2013.

Na tarde de hoje (02/07), em entrevista com representantes da imprensa, o presidente dos Comitês das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (CBH-PCJ) e prefeito de Piracicaba, Gabriel Ferrato dos Santos, juntamente com o secretário-executivo dos Comitês PCJ, Luiz Roberto Moretti e a diretora técnica da Agência das Bacias PCJ, Patrícia Gobet de Aguiar Barufaldi, apresentaram detalhes da programação de eventos relativos aos 20 anos de instalação do Comitê PCJ (CBH-PCJ) e do regulamento do Prêmio Yara de Comunicação 2013, destinado a jornalistas e estudantes de jornalismo.

O objetivo do Prêmio Yara de Comunicação 2013 é incentivar profissionais e estudantes de jornalismo a abordarem com maior ênfase as questões relacionadas à qualidade e quantidade dos recursos hídricos das Bacias PCJ. As inscrições já estão abertas e vão até 31 de agosto de 2013. Cada participante poderá concorrer com até três trabalhos. A premiação visa a reconhecer e valorizar jornalistas e estudantes de jornalismo, os quais utilizam os meios de comunicação na difusão de ações, ideias e iniciativas para a divulgação sobre preservação, recuperação e conservação dos recursos hídricos nas Bacias PCJ.

Além da comemoração dos 20 anos de instalação do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (CBH-PCJ), este ano também se comemoram os 10 anos de instalação do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ FEDERAL) e os 5 anos de instalação do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba-Jaguari (CBH-PJ).

Poderão participar do Prêmio Yara de Comunicação 2013 profissionais da área de jornalismo registrados no Ministério do Trabalho e estudantes do 3º e 4º anos do curso de jornalismo, com comprovação da Instituição de Ensino Superior – universidades; escolas, faculdades, institutos e centros de ensino superior e centros universitários – de que o aluno está regularmente matriculado no curso supracitado, inscrevendo matérias e trabalhos veiculados a partir de 1º de janeiro de 2011.

O Prêmio Yara de Comunicação, edição de 2013, premiará o primeiro e o segundo colocados nas seguintes categorias:

Jornalismo impresso – Matérias divulgadas em mídia impressa.  Para esta categoria serão premiadas duas subcategorias: Jornais com periodicidade diária ou semanal, e Revistas.

Jornal Institucional – matérias divulgadas em jornais, boletins e informativos, impressos, produzidos por instituições jornalistas e diversas.

Trabalho Universitário – matérias divulgadas em jornal interno e externo, revista laboratório, mostra acadêmica ou outros tipos de divulgação, tais como: boletins, informes e jornal mural de caráter experimental.

 

As inscrições devem ser feitas exclusivamente no site do Prêmio Yara de Comunicação 2013 (www.premioyara2013.com.br). Nos sites dos Comitês PCJ (www.comitepcj.sp.gov.br) e da Agência das Bacias PCJ (www.agenciapcj.org.br) os interessantes também encontram o link para o site oficial do prêmio assim como o regulamento completo. Os trabalhos serão avaliados por uma comissão julgadora formada por jornalistas e comunicadores que atuam na área de recursos hídricos e meio ambiente nas diferentes esferas da comunicação.

 

Os vencedores de cada categoria serão anunciados durante a cerimônia de premiação, que ocorrerá na cidade de Piracicaba no dia 22 de novembro de 2013.

 

 

SOBRE OS 20 ANOS DOS COMITÊS PCJ

Os Comitês de Bacias são órgãos colegiados, deliberativos e consultivos, compostos por representantes dos três níveis do Poder Executivo (federal, estadual e municipal), dos usuários de recursos hídricos e de organizações civis e funcionam como parlamento das águas em sua área de atuação. Não possui personalidade jurídica, podendo contar com apoio técnico e financeiro de outros órgãos. Sua criação está prevista em leis estaduais e em lei federal. O principal objetivo é a gestão dos recursos hídricos de uma determinada região, de forma descentralizada e participativa.

Os Comitês das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí trabalham há 20 anos pela conservação e recuperação dos recursos hídricos.

As Bacias PCJ estão localizadas em uma área extremamente industrial e com população em constante crescimento. No entanto, a região lida com sérios problemas de escassez de água comparados aos de países como o Oriente Médio. Para exemplificar a realidade da região, a disponibilidade hídrica das bacias é de 408 m3 por habitante/ano em épocas de estiagem, enquanto a ONU já considera uma bacia crítica índice de 1500 m3 por habitante/ano.

As Bacias PCJ estão localizadas na Região Sudeste, predominantemente na porção Centro-Leste do estado de São Paulo e uma pequena porção em Minas Gerais, ocupando aproximadamente 15.320 km2, sendo 92% da área situada no estado de São Paulo, envolvendo 58 municípios e 8% no estado de Minas Gerais, com cinco municípios. Os principais cursos d’água são afluentes da margem direita do rio Tietê Médio Superior.

A bacia do rio Piracicaba possui uma área de cerca de 12.600 km2, sendo que 11.320 km2 estão no estado de São Paulo e 1.280 km2 no estado de Minas Gerais. As bacias do rio Capivari e do rio Jundiaí têm uma área de 1.570 km2 e 1.150 km2, respectivamente, e estão localizadas integralmente no estado de São Paulo.

As Bacias PCJ abrigam o segundo parque industrial do país e garantem o abastecimento de aproximadamente 5,2 milhões de habitantes das bacias PCJ e 9 milhões de habitantes da Região Metropolitana de São Paulo, por meio do Sistema Cantareira.

Nesses 20 anos de fundação, os Comitês PCJ têm focado suas ações na gestão dos recursos hídricos para elevar a qualidade e a disponibilidade hídrica de nossa região, bem como a conscientização regional quanto aos problemas ambientais, sobretudo o de recursos hídricos, mostrando que é possível um desenvolvimento integrado, forte e sustentável para a região.

Em duas décadas de atuação podemos destacar importantes ações no que se refere às questões hídricas nas Bacias PCJ, entre elas: aumento no índice de tratamento de esgotos; estabelecimento de normas e condicionantes para a renovação da outorga do Sistema Cantareira, garantindo vazões para as Bacias PCJ, em épocas de seca; implantação das cobranças pelo uso dos recursos hídricos, revertendo em ações de melhoria para as Bacias PCJ; diminuição dos índices de combate às perdas hídricas nos sistemas de abastecimentos municipais; entre outras.

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta