Câmara realiza nova audiência pública sobre rodízio de automóveis em Americana

A Câmara Municipal de Americana realiza nesta terça-feira (10), às 19h30, no Plenário Dr. Antônio Álvares Lobo, audiência pública para análise das normas contidas no projeto de Lei nº11/2014, que autoriza o Poder Executivo a implantar o Programa de Restrição ao Trânsito de Veículos Automotores no município de Americana, de autoria dos vereadores Eduardo da Farmácia (SDD) e Abílio Maia (PSDB). A audiência é aberta à população interessada em discutir a questão do trânsito em Americana, e será transmitida ao vivo pela TV Câmara, através dos canais 4 e 96 da NET.

 

Esta é a segunda audiência pública realizada pela Câmara para debater o assunto. Em abril, vereadores, representantes da secretaria municipal de Transportes, Associação Comercial e Industrial de Americana e diversos órgãos discutiram a proposta com a apresentação de dados da quantidade de veículos cadastrados na cidade.

 

“A apresentação desse projeto de lei e a realização da primeira audiência com a população e representantes de entidades ligadas ao transporte tiveram o objetivo de discutir a questão da mobilidade urbana. Pudemos ouvir as sugestões dos participantes e agora pretendemos definir ações efetivas que minimizem o impacto do excesso de veículos em circulação nas ruas de Americana”, avaliou o vereador Eduardo da Farmácia.

 

Foram convidados representantes das empresas Viação Cidade de Americana e Viação Princesa Tecelã, sindicato dos condutores, secretarias municipais de Transportes, Saúde e Meio Ambiente, Associação Comercial e Industrial de Americana (Acia), Guarda Municipal de Americana, Ordem dos Advogados do Brasil – Americana (OAB), taxistas e associações de classe e de moradores.

 

O projeto

 

No projeto, Eduardo e Abílio autorizam o Executivo a implantar, em caráter experimental, o rodízio de veículos em Americana. A restrição segue o formato do rodízio de veículos de São Paulo, conforme o dígito final da placa de licenciamento e o dia da semana, não se aplicando a veículos de transporte coletivo, motocicletas, táxis, transporte escolar, guinchos e aqueles empregados em serviços essenciais e de emergência.

 

“Sabemos que Americana tem um das maiores frotas de veículos do país, em relação ao índice veículo/habitante. O reflexo desse inchamento nas ruas é visto todos os dias em nossas ruas, aonde vários cruzamentos travam, aglomerando filas imensas. Em Americana, a adoção do rodízio de veículos neste momento não é prematura. Muito ao contrário, iniciaremos um processo de educação para que não tenhamos que esperam o trânsito de nossa cidade travar para tomar uma providência emergencial, sem prazo mínimo para a adaptação”, defendem os vereadores na justificativa do projeto de Lei.

 

 

Assessoria de Comunicação

Câmara Municipal de Americana

Comentários

Notícias relacionadas