Câmara divulga balanço de atividades do primeiro semestre


Os vereadores barbarenses promovem, nesta terça-feira (30), a 24ª Reunião Ordinária de 2015, a última antes do recesso de julho. No primeiro semestre deste ano foram protocolados 65 projetos de lei, 19 projetos de lei complementar, quatro projetos de resolução e três projetos de decreto-legislativo, além 404 moções, 903 requerimentos e 2.608 indicações. Do total, também foram apresentados nove vetos.

Dos 65 projetos de lei apresentados, seis são de autoria do Poder Executivo, dos quais quatro foram aprovados e dois permanecem em trâmite. Dos 59 protocolados pelo Legislativo, 26 foram aprovados e 35 permanecem em trâmite. Entre os projetos de lei complementar, nove são do Executivo e 10 do Legislativo, sendo aprovados seis de cada. Entre os projetos protocolados pelo Prefeito, dois permanecem em trâmite e um foi retirado. Já entre as proposituras de autoria dos vereadores, três permanecem em trâmite e uma foi retirada. No caso das Propostas de Emenda à Lei Orgânica, as três apresentadas, de autoria do Legislativo, ainda não foram apreciadas em Plenário.

Além do levantamento realizado pela Diretoria Legislativa, a pedido do presidente Edison Carlos Bortolucci Júnior, o Juca (PSDB), a Diretoria Administrativo-Financeira também fez um balanço a respeito das ações desenvolvidas pela atual Mesa Diretora. Apesar da recente alta de preços em todo o País, a Câmara conseguiu renegociar o contrato de prestação de serviços e manutenção preventiva e corretiva de aparelhos de ar-condicionado, obtendo uma economia mensal de R$ 100 frente ao contrato anterior.

Outra medida com o objetivo de gerar economia à Câmara foi a obtenção de isenção tarifária nas praças de pedágio, também incluindo os veículos oficiais do Legislativo em um sistema automatizado, por meio do qual os motoristas não precisam mais parar nas cabines de cobrança. Além disso, para garantir mais transparência ao uso dos carros da Câmara, a Mesa Diretora determinou a compra de quatro rastreadores, no valor total de R$ 2.920,00. “Essa medida, além de trazer economia com o valor do seguro, aumenta a forma de controle em resguardo ao bem público e aos usuários”, disse Juca.

Ainda visando a economicidade, a Câmara instalou oito secadores e oito saboneteiras automáticas nos banheiros, reduzindo o consumo de papel e evitando o desperdício de sabonete. Além disso, foram instalados redutores de vazão d’água nas torneiras, prevenindo o desperdício de água. “Essa medida, além de gerar economia à Câmara, contribui para a preservação desse bem tão precioso para a vida”, concluiu.

Também neste primeiro semestre, com o objetivo de preservar o patrimônio público, a Recepção e o Plenário receberam nova pintura. Além disso, foram promovidos reparos pontuais nas instalações elétricas nos Corredores do Legislativo. Ainda a pedido da Mesa, os servidores participaram de curso de capacitação da brigada de incêndio, um dos pré-requisitos para a vistoria e certificação dos Bombeiros.

 

 

Assessoria Câmara Municipal

Comentários

Notícias relacionadas