Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Após isenção de pedágios obtida pela Câmara, Prefeitura também deve economizar com viagens


Após conseguir isenção de pedágio para os carros oficiais do Legislativo barbarense, o presidente Edison Carlos Bortolucci Júnior, o Juca (PSDB), assinou, hoje (12), documento que autoriza servidor da Câmara a retirar os cartões de isenção automática, com os quais os veículos oficiais poderão passar nas praças de pedágio na mesma pista utilizada pelos carros que possuem o “Sem Parar”. Ainda nesta manhã, ao lado do vice-presidente Felipe Sanches (PSC), do chefe do Setor de Apoio Administrativo, Paulo Cezar Donato, e do motorista Cláudio dos Santos Carvalho, Juca conversou com o responsável pela documentação da frota da Prefeitura, Élcio Rodrigues de Carvalho, que veio buscar informações a respeito dos trâmites para a obtenção dessa isenção.

Em janeiro deste ano, a Câmara encaminhou ofício à Diretoria Geral da ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo, por meio do qual solicitou o cartão de isenção de tarifa para os carros oficiais nas praças de pedágio. A Câmara, assim como a Prefeitura possui direito de isenção de tarifa de pedágio, conforme Portaria ARTESP nº 13, de 30 de maio de 2014. Em um ano, o Poder Legislativo deve economizar cerca de R$ 12 mil. “Já fomos procurador por outras Câmaras da região e por algumas prefeituras, as quais também querem economizar com as viagens”, afirmou Juca. No caso da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, o setor responsável estima que a economia mensal será de cerca de R$ 8 mil, o equivalente a R$ 96 mil por ano.

Juca também destacou que, desde janeiro, a Câmara está isenta do pagamento de pedágio, mas os veículos oficiais estão sendo obrigados a parar nas praças de pedágio e apresentar os cartões que comprovam essa isenção. “A partir de agora, com a instalação dos cartões automáticos, devemos tornar as viagens com os veículos oficiais mais rápidas. Também vamos facilitar o trabalho nas praças de pedágio, evitando a formação de filas enquanto nossa documentação é analisada”, explicou Juca.

Comentários

Dennis Moraes