Americana: Saúde e Educação desenvolvem trabalho conjunto de prevenção à dengue

O Programa Municipal de Combate à Dengue de Americana quer envolver os alunos da rede pública no trabalho de conscientização da população. A percepção é de que, hoje, não falta conhecimento sobre as causas da doença, sintomas e formas de prevenção. Mas parte considerável das pessoas não coloca essas informações em prática. As crianças e adolescentes podem servir como agentes multiplicadores de informação junto à comunidade, além de “fiscalizar” se há possíveis criadouros dentro de suas residências.

 

O trabalho foi iniciado, na última sexta-feira (06), quando 120 professores das redes estadual e municipal participaram de uma reunião no Centro de Cultura e Lazer (CCL). Na abertura do encontro, a secretária de Saúde de Americana, doutora Mirella Povinelli, ressaltou a importância dessa parceria. “Educação e prevenção fazem toda a diferença. E os alunos podem ser agentes dentro das próprias casas”.

 

De imediato, os professores decidiram que, durante toda esta semana, o tema será discutido nas salas de aula. Na sexta-feira, dia 13, as escolas desenvolverão atividades externas, no entorno das escolas, com o intuito de sensibilizar a comunidade sobre o problema da dengue.

 

Em um segundo momento, a cidade deverá ser setorizada, e os alunos percorrerão o bairro onde se encontra a escola na companhia dos agentes de saúde.

 

Participaram da reunião representantes das secretarias municipais de Saúde, Educação, Meio Ambiente, Departamento de Água e Esgoto, além da Diretoria Regional de Ensino.

 

 

Atualmente, Americana registra 63 casos positivos de dengue, segundo boletim epidemiológico de 1º de janeiro a 02 de março deste ano. Em comparação com o ano passado, os números estão relativamente baixos. No mesmo período de 2014, foram 1.459 casos confirmados.

 

Os agentes de saúde estão realizando bloqueio de criadouros nas proximidades de residências onde moram pessoas com dengue. Eles percorrem as casas, em um raio de 300 metros, vistoriando quintais com o objetivo de eliminar possíveis criadouros do mosquito transmissor.

 

Fotos: Marilia Pierre

Reunião no CCL na última sexta-feira

Unidade de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas