Americana: Conferência Municipal de Saúde discute diretrizes para o setor e elege delegados para encontro regional


Profissionais ligados à área de saúde e a população puderam discutir na semana passada, nos dias 19 e 20 de junho, propostas, sugestões, diretrizes e políticas públicas que venham contribuir para a melhora no sistema de saúde. A rodada de palestras e discussões temáticas foi realizada durante a 7ª Conferência Municipal de Saúde.

Na abertura oficial, o prefeito Omar Najar destacou a importância do evento. “Sabemos que a Saúde está passando por dificuldades, não só no município, mas em todo o País. Que a Conferência permita o diálogo para sabermos onde investir para melhorar a saúde da população. Devemos, com muito trabalho, resgatar nossa cidade da situação em se encontra atualmente”, declarou o prefeito.

Com o tema “Saúde Pública de Qualidade Para Cuidar Bem das Pessoas – Direito do Povo Brasileiro”, a Conferência teve, ainda, o objetivo de eleger 16 delegados titulares e quatro suplentes para a Conferência Regional, que será realizada em Campinas nos dias 06 e 07 de julho. A conferência fez parte, também, da etapa preparatória para a 15ª Conferência Nacional de Saúde.

“Nosso objetivo foi mobilizar e estabelecer diálogos com a sociedade acerca do direito à saúde e em defesa do SUS. É obrigatoriedade dos entes públicos garantir saúde de qualidade à população”, ressaltou Rute Alves de Almeida Vieira, presidente do Conselho Municipal de Saúde.

Estiveram presentes à Conferência Municipal a secretária de Saúde, Dra. Mirella Povinelli; a secretária executiva do Conselho Estadual de Saúde, Dra. Stela Felix Machado Guillin Pedreira; a presidente da Associação Paulista de Saúde Pública, Dra. Marília Louvison; a apoiadora do Ministério da Saúde para Política Nacional de Humanização, Dra. Marilene Wagner; os vereadores Celso Zoppi, Leonora do Postinho e Dr. Ulisses Silveira; o vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Carlos Leite; subsecretários da Prefeitura, representantes de entidades civis, sociais e educacionais, trabalhadores e profissionais da área da saúde e estudantes.

A 7ª Conferência Municipal de Saúde aprovou 49 propostas municipais, 16 regionais e 15 nacionais, divididos em oito eixos temáticos: Direito à Saúde, Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade; Participação Social; Valorização do Trabalho e da Educação em Saúde; Financiamento do SUS e Relação Público-Privado; Gestão do SUS e Modelos de Atenção à Saúde; Informação, Educação e Política de Comunicação do SUS; Ciência, Tecnologia e Inovação no SUS e Reformas Democráticas e Populares do Estado.

 

Unidade de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas