Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Variedades

Ainda haverá uma nova Reforma da Previdência?

Saiba agora mais sobre a viabilidade de uma nova Reforma da Previdência e como isso pode impactar a sua aposentadoria e os seus rendimentos no futuro.

Desde que a Reforma da Previdência entrou em vigor, no final do ano passado, diversas pessoas têm pensado em outras opções para complementar a aposentadoria.

Dentre essas alternativas, podemos citar a previdência corporativa, a previdência privada, investimos em Tesouro Direto, etc. Contudo, muito tem se especulado sobre a possibilidade de uma nova Reforma Previdenciária no Brasil para os próximos anos. Isso será verdade?

Afinal, se isso ocorrer, quais serão as alterações na vida dos brasileiros? Se você já ouviu esse boato, mas não sabe se é real, chegou ao lugar certo! Saiba mais sobre essa possibilidade agora e em detalhes. Boa leitura!

Por que a Reforma da Previdência não foi eficaz?

Primeiramente, saiba que a atual Lei Previdenciária entrou em vigor em 12/11/2019, ou seja, tem pouco mais de um ano.

Entretanto, segundo alguns especialistas, essa Reforma não conseguirá abranger todas as necessidades do nosso país no que diz respeito à aposentadoria e pensões.

Vamos aos motivos disto para que você entenda melhor:

Idosos viverão mais x Menos pessoas ativas no mercado

Atualmente, as pessoas estão tendo menos filhos. Isso significa que em alguns anos, haverá menos trabalhadores atuando, ou seja: menos pessoas contribuindo para o INSS.

De maneira simples e direta, isso significa que haverá mais idosos precisando de aposentadoria para viver e menos pessoas em idade ativa contribuindo.

Para se ter uma ideia, há 40 anos atrás uma pessoa vivia em média 12 anos após se aposentar. Atualmente, vive mais ou menos 18 anos depois de adquirir direito ao benefício.

Já em 2060 a estimativa é que as pessoas vivam em torno de 21 anos após se aposentar. Ou seja, será necessário maior tempo de pagamentos para aquele idoso que precisará do benefício para sobreviver.

A Reforma não salva o país “do buraco”

Segundo pesquisas  a Reforma da Previdência que está em vigor no país, não consegue cobrir as despesas da máquina pública.

Isso porque até 2029, será necessário cerca de 5 trilhões de reais para deixar o governo em situação confortável e com as contas em dia.

Entretanto, como citaremos detalhadamente abaixo, a atual reforma só economizou cerca de 860 bilhões de reais. Em síntese: a conta não fecha.

Afinal, haverá de fato uma nova Reforma da Previdência?

Alguns especialistas apontam que sim, que será necessária uma nova Reforma Previdenciária em pouco tempo. Entenda melhor a posição de alguns dos maiores estudiosos do país sobre a temática:

  • Paulo Guedes, nosso atual ministro da Economia, afirmou que provavelmente será necessária uma nova reforma em menos de 10 anos (5 ou 6 anos). Segundo Guedes, a reforma precisaria economizar 1,13 trilhões de reais e não os 860 bilhões que foram economizados com a atual reforma;
  • Já Carlos da Costa, secretário de Produtividade do Ministério da Economia, disse que: “daqui a alguns anos, talvez menos que cinco, o Brasil vai ter de voltar para essa discussão sobre a capitalização da Previdência”. Segundo Costa, não foi assertivo deixar de fora da atual reforma que houve o tema de capitalização da previdência;
  • Por fim, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse para a Rádio CBN em junho de 2019, que seria necessária uma nova reforma daqui a uma ou duas décadas. Devido ao mesmo motivo que citamos acima: envelhecimento da população e menor número de trabalhadores na ativa.

Em síntese, ainda não há uma garantia de que essa nova Reforma da Previdência. Contudo, sabe-se que a situação dos aposentados pode ser complicada, uma vez que grande parte dos trabalhadores terá como renda apenas um salário mínimo.

Aposentadoria: como se preparar!

Segundo uma

Se você está nesse time e se preocupa com o futuro, fique calmo(a).

Mesmo diante de tantas incertezas das notícias que citamos acima, é possível você começar hoje mesmo a planejar a sua aposentadoria e ter mais segurança e bem-estar na terceira idade. Saiba como agora!

Passo 01: organize a sua vida financeira

Atualmente, por conta da pandemia do novo coronavírus e de um ano bastante complicado, sabemos que muitas pessoas estão em situação financeira caótica.

Contudo, tenha em mente que se organizar é a chave para realizar os próximos passos e construir uma aposentadoria mais tranquila. Portanto:

  • Negocie as suas dívidas;
  • Ajuste as suas despesas (jamais gaste tudo o que ganha);
  • Aprenda a investir o dinheiro.

Passo 02: invista em uma previdência complementar

Nesse sentido, é sabido por todos que a maioria das pessoas irá se aposentar apenas com um salário mínimo. Todavia, esse valor pode ser insuficiente para seus gastos na terceira idade.

Desse modo, é crucial que desde já você inicie um planejamento para a sua aposentadoria. Ou seja, tenha uma reserva mensal direcionada para esse momento futuro da sua vida.

Assim, é recomendado que você invista em uma previdência privada desde jovem. Afinal, quanto mais cedo você começar a investir, menos dinheiro precisará poupar mensalmente.

Em resumo, esse aporte mensal a longo prazo, será a sua aposentadoria complementar. Vamos a um exemplo para você entender melhor: suponhamos que Caio se aposente com um salário mínimo.

Porém, com a previdência complementar, ele conseguirá resgatar mensalmente mais um salário mínimo para aumentar sua renda. É muito vantajoso e pode significar mais qualidade de vida e segurança.

 

Aqui achei que cabia uma chamadinha, se achar que eu forcei, me avise que a retiro.

 

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/10/reforma-cobre-menos-de-20-do-rombo-na-previdencia-diz-tcu.shtml

 

https://exame.com/economia/guedes-critica-parecer-da-previdencia-nova-reforma-sera-necessaria/

 

 

Aqui consegui citar a Onze de maneira natural, vou tentar fazer isso em outros artigos também.