SB24Horas

Notícia na hora certa!

A geleia perfeita! 7 receitas de geleias caseiras deliciosas

Geleia de Pimenta

Versátil e prática, a geleia pode combinar com qualquer prato e momento do dia, e fica ainda mais saborosa quando feita em casa

 

Seja no pãozinho ou na torrada, como acompanhamento em uma tábua de queijos ou até mesmo ao lado de um petisco na mesa do bar, a geleia é quase unanimidade entre os brasileiros.

 

O prato é tão popular e querido justamente por sua versatilidade e simplicidade. Feita com poucos ingredientes, a geleia pode ser preparada a partir de praticamente qualquer fruta. Além disso, também pode brilhar com ervas e até mesmo com vinho tinto.

 

Ao contrário do que muita gente pensa, fazer geleia em casa é mais simples do que parece. Reunimos aqui sete receitas de geleias deliciosas e diferentes que vão encher seus pratos de sabor.

 

Também vamos contar um pouco mais sobre a história dessa iguaria tão amada, como armazenar corretamente a versão caseira e os usos para a geleia que vão muito além de espalhar no pão do café da manhã.

 

A história da geleia

Existem muitas dúvidas sobre a real origem da geleia. Algumas pessoas acreditam que os árabes são os autores da receita, por ser a forma encontrada de conservar os alimentos por mais tempo.

 

Há quem credite a criação do prato a Leonardo da Vinci, já que há registros da preparação em seu livro de receitas. Até mesmo Nostradamus, astrólogo e médico do período renascentista, pode ser um dos autores da iguaria.

 

A verdade é que, embora existam muitas suposições, não é possível apontar com exatidão quem foi o criador do prato que hoje conhecemos como geleia.

 

O que se sabe é que, no sul da França, por volta de 1790, algumas mulheres estavam cozinhando maçãs. Elas precisaram parar a produção de maneira repentina para se proteger de uma chuva intensa.

 

Quando voltaram ao trabalho no dia seguinte, viram que a mistura de maçãs das panelas havia se tornado uma espécie de gel. Elas, então, aproveitaram o alimento em doces e notaram que isso levou a uma maior durabilidade das comidas.

 

O elemento que gelificou as maçãs preparadas pelas francesas no século XVIII é a pectina, uma fibra solúvel natural, presente nas frutas, que é liberada por meio desse processo de cozimento.

 

Atualmente, a indústria alimentícia conseguiu recriar uma pectina artificial que pode ser utilizada em larga escala. No entanto, a demanda para o consumo de alimentos artesanais e sem conservantes tem aumentado com mais frequência, levando muitas pessoas a prepararem suas próprias geleias em casa.

 

Principais usos da geleia

Poucos alimentos são tão versáteis quanto a geleia. Qualquer fruta pode se tornar a base dessa compota e é possível harmonizar a preparação com os mais variados pratos.

 

Selecionamos algumas dicas de combinação culinária com geleias, das mais clássicas às mais irreverentes, para você descobrir novas maneiras de apreciar essa iguaria.

 

  • Café da manhã: é, sem dúvida, o uso mais popular das geleias. Nesta refeição, a compota pode ser espalhada no pão, na torrada, em um croissant e ser utilizada até mesmo como recheio da tapioca.
  • Frutas: muita gente gosta de colocar geleia com frutas in natura. Tente misturar uma geleia mais adocicada como a de jabuticaba, por exemplo, com uma fruta cítrica como o abacaxi. É uma combinação explosiva de sabores!
  • Sobremesas: muito comum na cobertura de cheesecakes, a geleia pode trazer um toque especial a muitos outros doces, como bolos, tortas e sorvetes.
  • Queijos: já pensou em combinar tipos diferentes de geleias em uma tábua de queijos e frios? O sabor fermentado do queijo unido à acidez e à doçura da geleia cria uma experiência saborosa e única.
  • Carnes: sejam em carnes brancas ou vermelhas, geleias podem ser uma ótima opção de molho para esses pratos. Você pode experimentar salmão com geleia de maracujá ou carne de porco com uma geleia à base de vinho tinto com frutas vermelhas.
  • Chás: se você costuma adoçar o chá, que tal trocar o açúcar por uma colherada de geleia? A mistura trará um sabor muito diferente ao chazinho da tarde!
  • Petiscos: se você quer transformar o happy hour, aposte em geleias para acompanhar os petiscos fritos, como dadinhos de tapioca, croquetes e bolinhos. Junto com uma boa cerveja gelada, não tem como errar.

 

7 receitas deliciosas de geleia para fazer em casa

 

GELEIA DE MORANGO (Panelinha)

Rendimento: 300 g

Tempo de preparo: até 1 hora

 

Ingredientes

450 g de morangos

1 xícara de chá de açúcar

Suco de ½ limão

 

Modo de fazer

  1. Lave os morangos com água corrente e retire as folhas. Após isso, cubra com água e deixe de molho por 10 a 15 minutos. Retire os morangos da tigela – evite escorrer a água para que as últimas partículas de sujeira não voltem para as frutas.
  2. Coloque todos os ingredientes em uma panela e misture suavemente. Em seguida, ligue a chama em fogo baixo e cozinhe por aproximadamente 30 minutos. Lembre-se de mexer de vez em quando. Após esse tempo, a mistura formará uma calda grossa e os morangos ficarão mais suculentos.
  3. Transfira a geleia ainda quente para um pote de vidro esterilizado. Deixe um espaço de cerca de 2 cm entre o alimento e a tampa. Feche o pote com a geleia quente para criar um vácuo.

 

GELEIA DE JABUTICABA (Paladar)

Rendimento: cerca de 500 ml

Tempo de preparo: de 2 a 3 horas

 

Ingredientes

1 kg de jabuticabas maduras inteiras, sem os cabinhos e lavadas

1 litro de água – ou o suficiente para cobrir as jabuticabas

½ kg de açúcar

 

Modo de fazer

  1. Amasse as jabuticabas com a ajuda de um amassador. Transfira-as para uma panela e cubra com água.
  2. Deixe as jabuticabas fervendo por cerca de 1h30 em fogo baixo. A panela deve estar destampada. Quando formar uma espuma na superfície, retire com uma colher.
  3. Depois de cozidas, coe as jabuticabas em um filtro de algodão ou papel.
  4. Retorne o líquido coado para a panela e adicione o açúcar. Misture e deixe ferver em fogo médio a baixo até formar uma calda grossa. Mexa de vez em quando.
  5. Quando chegar no ponto, desligue o fogo e transfira a mistura para potes de vidro.

 

GELEIA DE PIMENTA (Marola com Carambola)

Rendimento: cerca de 400 ml

Tempo de preparo: até 1 hora

 

Ingredientes

5 a 10 pimentas dedo-de-moça (quanto mais pimenta, mais ardida ficará a geleia)

1 dente de alho picado

2 maçãs em cubos, sem casca e sem sementes

1 xícara de chá de açúcar

¼ xícara de chá de água

¼ xícara de vinagre de maçã

1 pitada de sal

 

Modo de fazer

  1. Corte as pimentas ao meio, no sentido do comprimento. Retire as sementes e a parte branca – isso ajudará a diminuir a ardência. Na sequência, corte as cascas em 3 ou 4 pedaços.
  2. No liquidificador ou no mixer, adicione as pimentas cortadas, os cubos de maçã, o dente de alho e a água. Bata por alguns instantes até triturar a maçã – não precisa transformar em uma pasta homogênea.
  3. Em uma panela, adicione a mistura do liquidificador, o açúcar, o vinagre e o sal. Misture bem e leve para cozinhar em fogo baixo.
  4. Mexa de vez em quando e deixe cozinhar até adquirir a consistência de uma geleia. Isso deve levar aproximadamente 10 minutos.
  5. Uma dica para saber se a geleia já está na consistência correta é pegar uma pequena quantidade com uma colher de chá e colocar em uma superfície lisa e fria – pode ser na pia da cozinha mesmo. Se ficar cremosa ao entrar em contato com a pedra, está no ponto certo. Se endurecer, passou do ponto – adicione mais água. Se ficar muito líquida, deixe cozinhar por mais alguns minutos.
  6. Quando chegar ao ponto certo, transfira ainda quente para potes de vidro esterilizados.

 

GELEIA DE ALECRIM (Revista Claudia)

Rendimento: cerca de 300 g

Tempo de preparo: até 30 minutos

 

Ingredientes

2 xícaras de chá de alecrim

1 colher de sopa de azeite de oliva

2 peras picadas e sem casca

1 xícara de chá de açúcar

1 colher de chá de molho de pimenta (opcional)

1 xícara de chá de água

 

Modo de fazer

  1. No liquidificador, bata as peras picadas com o azeite até formar um purê homogêneo. Se necessário, adicione 1 ou 2 colheres de sopa de água para ajudar a bater a mistura.
  2. Leve a mistura a uma panela e junte o alecrim, o açúcar, o molho de pimenta e a água. Misture bem.
  3. Leve ao fogo baixo e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos. Misture de vez em quando para não grudar no fundo.
  4. Retire do fogo e deixe esfriar antes de servir.

 

GELEIA DE LARANJA (Jussara Voss)

Rendimento: cerca de 2 potes

Tempo de preparo: 2 horas

 

Ingredientes

750 g de laranjas

6 xícaras de chá de água

3 xícaras de chá de açúcar do tipo demerara

Cerca de ¼ xícara de chá do bagaço da laranja

 

Modo de fazer

  1. Lave bem as laranjas em água corrente. Corte-as ao meio e faça um suco.
  2. Junte o suco e o bagaço das laranjas e leve para ferver em uma panela em fogo baixo. Deixe reduzir até a metade da quantidade original. Para não errar a quantidade, marque a altura inicial do suco dentro da panela com a ajuda de um palito de dentes.
  3. Enquanto a mistura ferve, faça tirinhas com as cascas de 3 ou 4 laranjas. Lembre-se de retirar a parte branca para não amargar a geleia.
  4. Ferva as cascas em uma panela com água.
  5. Retorne à panela com o suco reduzido. Coe o líquido, acrescente as tirinhas de laranja e o açúcar. Deixe cozinhar por cerca de uma hora em fogo baixo, mexendo de vez em quando para não grudar.
  6. Quando chegar ao ponto de calda grossa, desligue o forno e coloque a mistura ainda quente em potes de vidro esterilizados.

 

GELEIA DE CEBOLA COM VINHO TINTO (Panelinha)

Rendimento: cerca de 450 g

Tempo de preparo: até 1 hora

 

Ingredientes

500 g de cebolas (cerca de 4 unidades)

¾ de xícara de chá de açúcar

⅓ de xícara de chá de vinho tinto

½ xícara de chá de vinagre de vinho tinto

2 colheres de sopa de azeite

3 ramos de tomilho fresco

Sal a gosto

Pimenta-do-reino moída na hora a gosto

 

Modo de fazer

  1. Lave bem as cebolas e descasque. Corte ao meio e depois em meias-luas de cerca de 0,5 cm.
  2. Aqueça uma panela em fogo médio. Regue com o azeite, coloque as cebolas e tempere com uma pitada de sal. Cozinhe por cerca de 10 minutos. As cebolas devem ficar macias e douradas. Mexa de vez em quando para não queimar.
  3. Adicione o vinho e aproveite para raspar os queimadinhos do fundo da panela – eles enchem a preparação de sabor.
  4. Acrescente o tomilho, o vinagre e o açúcar. Tempere com o sal e a pimenta-do-reino e misture bem.
  5. Mantenha o fogo médio até atingir o ponto de fervura. Em seguida, diminua para fogo baixo e deixe cozinhar por 15 minutos, mexendo de vez em quando.
  6. As cebolas ficarão bem macias e formarão uma calda brilhante e rala. Neste ponto, desligue o fogo – este líquido vai engrossar após descansar na geladeira.
  7. Coloque a mistura em um pote de vidro esterilizado. Deixe amornar em temperatura ambiente e só então feche. Para finalizar, deixe descansar na geladeira por pelo menos uma hora antes de servir.

 

GELEIA DE AMEIXA E VINHO DO PORTO (Projeto Banquete)

Rendimento: 600 g

Tempo de preparo: 1 a 2 horas

 

Ingredientes

600 g de ameixas vermelhas

½ xícara de vinho do Porto

Suco de 1 limão

¾ de xícara de água

1 canela em pau

2 xícaras de açúcar cristal ou demerara

 

Modo de fazer

  1. Lave bem as ameixas, corte ao meio e retire os caroços.
  2. Em uma panela funda, adicione as ameixas cortadas, o vinho do Porto, o suco do limão, a água e a canela em pau. Deixe ferver em fogo baixo, mexendo de vez em quando.
  3. Quando a casca da ameixa começar a soltar da fruta, adicione o açúcar. Deixe cozinhar por 15 a 20 minutos em fogo baixo. Não esqueça de mexer às vezes para não grudar.
  4. Quando chegar à consistência de calda grossa, desligue o fogo.
  5. Transfira a mistura para potes de vidro esterilizados e tampe com um pedaço de papel manteiga antes de fechar com a tampa.

 

Como conservar a sua geleia caseira

Agora que você já conferiu receitas deliciosas, é importante se atentar ao armazenamento correto da geleia artesanal. Afinal, isso pode influenciar na durabilidade do produto.

 

Após pronta, você pode conservá-la por até 2 meses (fechada a vácuo em temperatura ambiente). Também pode armazená-la no congelador por até 6 meses. Após aberta, você pode mantê-la na geladeira por até 1 mês.

 

Para proteger o alimento de bactérias e fungos, é fundamental armazená-lo em potes de vidro esterilizados. Isso permitirá que a geleia dure mais tempo, além de ajudar a conservar suas propriedades originais.

 

Lembre-se, também, de sempre guardar a geleia ainda quente nos potes de vidro. Ao tampá-los nessa temperatura, você consegue criar o vácuo que ajudará a aumentar a durabilidade da sua geleia.