Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Vôlei Renata encerra 1ª turno da Superliga com vitória no Taquaral

O Vôlei Renata terminou o primeiro turno em grande estilo. Na noite desta quinta-feira (14), no Ginásio do Taquaral, em Campinas, os comandados do técnico Horacio Dileo derrotaram Copel Telecom/Maringá, por 3 a 0 (29/27; 25/20 e 25/16), em jogo válido pela 11ª rodada da Superliga Masculina. O oposto Leandro Vissotto recebeu o troféu Viva/Vôlei de melhor em quadra.

Firme na zona de classificação aos playoffs, agora com 14 pontos, o Vôlei Renata volta às quadras contra Caramuru/Ponta Grossa, na próxima quinta-feira (21), às 20 horas, novamente no Ginásio do Taquaral, em Campinas. Será a última partida do time campineiro em 2017.

“Entramos um pouco pressionados na busca por essa vitória. A partir da metade do segundo set, conseguimos nos soltar e fazer o que queremos. Vamos descansar e voltar com tudo. Semana que vem temos outro jogo complicado e queremos terminar o ano com outro boa vitória”, comentou o técnico Horacio Dileo.

O JOGO – Com precisão no saque e bom volume de jogo, o Vôlei Renata iniciou a primeira parcial com bom ritmo. Logo no início, Vissotto anotou ace e deixou os donos da casa em vantagem (6 a 4). Os campineiros seguiram seguros no set e foram ampliando a vantagem. Após block de Salsa, a diferença chegou em cinco pontos (15 a 10). Os visitantes, contudo, conseguiram se recuperar e chegaram a empatar o duelo (22 a 22). No momento decisivo, Vini conseguiu um bloqueio importante e Vissotto, em contra-ataque, colocou os campineiros na frente: 29 a 27.

Mais concentrado, o Vôlei Renata manteve o embalo, com segurança no ataque, comandado pelo oposto Leandro Vissotto, autor de sete pontos na parcial. O sistema defensivo também funcionou e proporcionou oportunidades de contra-ataque. Num deles, Rodriguinho acionou Salsa, em jogada de velocidade, e os donos da casa fecharam a segunda parcial: 25 a 20.

Empurrado por sua torcida, o Vôlei Renata imprimiu um ritmo forte no terceiro set, mas o equilíbrio predominou nos primeiros pontos. Em bloqueio de Júnior, o time campineiro abriu diferença (10 a 7). O paredão contagiou a defesa dos donos da casa. Rodando contra-ataques, com Diogo e Salsa, os mandantes foram ampliando a vantagem (18 a 11) e não tiveram dificuldades para fecharem a parcial por 25 a 16 e o jogo em 3 a 0.

Comentários

Dennis Moraes