fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Limeira

Viveiro de mudas da Suzano no sul de São Paulo traz oportunidades de emprego e renda para a comunidade

Maioria dos 68 colaboradores que atuam no local é formada por mulheres, que demonstram orgulho e carinho ao falar sobre a sua trajetória profissional.

 

 

  

A Suzano busca o desenvolvimento das comunidades onde possui operação e acredita em gente que inspira e transforma. Na região sul do Estado de São Paulo, a empresa conta com 68 colaboradores em seu viveiro de mudas, localizado na cidade de Capão Bonito. No local, a maioria dos colaboradores são mulheres, que com sua dedicação tornaram o viveiro uma referência no cultivo de eucalipto na região, com 14 milhões de mudas produzidas por ano.

O viveiro se destaca por inovações como o sistema de irrigação automatizado – controlado via tablet e que traz 10% de economia –, o aproveitamento de água da chuva em um reservatório com capacidade para 730 mil litros e a utilização de máquina para entubear – colocar tubetes nas bandejas –, mas o sucesso das atividades passa pelas mãos dos profissionais que atuam no local, entre eles as 36 mulheres.

“Os colaboradores do viveiro de mudas da Suzano em Capão Bonito desempenham um trabalho de excelência, que une a utilização de tecnologia com o cuidado e carinho que dedicam às tarefas do dia a dia. Nesse sentido, observamos grande dedicação da equipe e as mulheres se destacam com sua sensibilidade em todos os estágios do cultivo”, Fabian Fernandes Bruzon, gerente executivo de operações florestais.

A história da técnica florestal Josiane Batista dos Santos Paiva se confunde com a do viveiro. Em 2001, ela começou a trabalhar ali, em seu primeiro emprego na área florestal. Também foi no viveiro que conheceu seu marido e hoje ela tem a companhia da irmã e do tio na jornada profissional.

“Gosto muito do trabalhar no viveiro e sempre vou agradecer essa oportunidade. Consegui criar quatro filhos com a renda desse trabalho, que é o que gosto de fazer”, afirma a encarregada de produção. Para ela, é importante unir as habilidades de mulheres e homens no cotidiano do viveiro, mas algumas características femininas se destacam em certas funções. “As mulheres costumam ter mais delicadeza na coleta e estaqueamento”, conta Josiane, que lidera um grupo com 26 mulheres e 11 homens.

Outra colaboradora de longa data, Leni de Castilho vai completar 22 anos de serviços prestados no viveiro. Ela lembra do início, quando a equipe contava com 12 pessoas. “Como não tinha tanta gente, a gente fazia de tudo. Foi bom para aprender”, diz Leni, que integra atualmente a equipe de primeira seleção de mudas.

Para ela, as oportunidades oferecidas pela Suzano são fundamentais para os moradores da cidade. “Não há muitas opções de emprego, principalmente para as mulheres. Meu trabalho no viveiro me ajudou a criar minha filha. Se puder, quero me aposentar atuando aqui, pois é o trabalho que sempre gostei de fazer”, afirma.

Há 24 anos em atividade, o viveiro tem oito hectares de extensão e conta com uma estrutura que inclui cinco jardins clonais, 29 quadras de aclimatação, três casas de vegetação, galpões de estaqueamento e insumos, além de um escritório administrativo. É nesse espaço que os colaboradores, todos moradores de Capão Bonito, realizam trabalhos como o estaqueamento – coleta de estacas e plantio em tubetes –, seleção, separação de mudas para expedição e encaixotamento em caixas plásticas para o plantio.

Sobre a Suzano

 

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

 

Comentários