fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Nova Odessa

Vigilância Sanitária notifica lojas e bares por descumprirem quarentena em Nova Odessa

Em operação realizada na tarde desta quarta-feira (6), fiscais da Vigilância Sanitária flagraram estabelecimentos não essenciais em pleno funcionamento em Nova Odessa. A situação contraria o decreto que estabelece quarentena no Estado de São Paulo até o próximo domingo (10). Os responsáveis foram notificados pelo órgão e, caso não respeitem a determinação, terão as lojas lacradas até o término do período de restrição.

Com objetivo de garantir o cumprimento do decreto estadual 64.946/2020, ratificado pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza, os fiscais percorreram diversos bairros da cidade com apoio da Guarda Civil Municipal. Além da diretora de Vigilância em Saúde, Priscilla Amaral Rangel Belmonte, a ação contou com a participação dos agentes Andréia Cassimiro, Leôncio Neves, Antonio Souza, Carlos Rossi e Alessandra Domingues.

Entre as irregularidades encontradas, os fiscais se depararam com lojas de artigos considerados não essenciais – como roupas, pipas, lan houses e lava jatos – com clientes. “Todos foram notificados sobre a irregularidade e orientados a manterem as portas fechadas até o final da quarentena, sob pena de lacração e multa”, explicou Priscilla Belmonte.

A diretora de Vigilância em Saúde chamou a atenção para os impactos provocados pelo descumprimento do decreto, num momento em que a curva de transmissão da doença está em crescimento no país. “No Jardim São Manoel, por exemplo, encontramos crianças nas ruas, sem máscaras, aglomeradas, soltando pipas”, exemplificou Priscilla.


Também foram notificados donos de bares que atendiam clientes aglomerados em calçadas. “Deixamos bem claro para os comerciantes que a responsabilidade por aglomerações dentro ou fora dos estabelecimentos é deles. Não adianta ficar com o portão fechado e estimular a permanência de clientes do lado externo, comercializando bebidas e outros produtos”, avaliou a responsável pela fiscalização no município.

Durante a ação, os fiscais orientaram funcionários e proprietários de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais a trabalharem nos sistemas de ‘drive thru’ (retirada no balcão) e ‘delivery’ (entrega em domicílio). “Seguiremos percorrendo todos os bairros da cidade para garantir o cumprimento da quarentena”, avisou a diretora. Comércios essenciais, como mercados, açougues e padarias, também foram fiscalizados.

Comentários