Vereadores adiam votação de dois projetos e aprovam três moções durante a 7ª Reunião Ordinária

Os vereadores adiaram a votação de dois projetos e aprovaram três moções durante a 7ª Reunião Ordinária, promovida nesta terça-feira (3), no Plenário Dr. Tancredo Neves. Inicialmente, a pedido do vereador Fabiano Ruiz Martinez, o Pinguim (PV), foi adiada a votação do Projeto de Lei Complementar 31/2014, de autoria do vereador Giovanni Bonfim, que dá nova redação ao Art. 42 da Lei Complementar nº 50/2009. Essa proposta, que conta com emenda substitutiva do próprio autor, trata da revisão das tarifas do Serviço Público de Transporte Coletivo Urbano.

Em seguida, foi adiada a votação do Projeto de Lei 09/2015, de autoria do vereador Carlos Fontes (PSD), que acrescenta o parágrafo 3º ao artigo 6º da Lei Municipal nº 1.649, de 30 de dezembro de 1985. O objetivo do projeto é proibir a fixação da tarifa de esgoto no valor equivalente à entrada de água tratada em cada unidade imobiliária de cobrança, enquanto o Município não tratar integralmente o esgoto produzido.

Entre as moções, a primeira a ser votada, por unanimidade, foi a Moção 42/2015, de autoria do vereador Emerson Luis Grippe, o Bebeto (SD), que manifesta apelo ao Poder Executivo e aos Órgãos Competentes quanto à necessidade de arborização no Conjunto Habitacional Roberto Romano.

De autoria do vereador Antonio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (PDT), foi aprovada a Moção 43/2015, que manifesta apelo à Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência do Governo do Estado de São Paulo, quanto à liberação de recursos para a implantação de academias adaptadas no município.

Por fim, também de autoria do vereador Carlão Motorista, foi aprovada a Moção 44/2015m que manifesta apelo à superintendência do Banco do Brasil, quanto à instalação de uma agência bancária no bairro Jardim Europa.

Antes do início da sessão, o presidente da Câmara, o vereador Edison Carlos Bortolucci Júnior, o Juca (PSDB), promoveu a abertura da exposição itinerante “Paixão em Cena”, organizada pela equipe de produção do espetáculo Via Crucis. Essa mostra, que ficará aberta ao público, na sede do Legislativo, até o dia 10 de março, conta com 18 imagens em diversas passagens da encenação ao longo dos anos.

Além da abertura da exposição, o coordenador do projeto, Almir Pugina, fez uso da Tribuna Livre para falar sobre os trabalhos desenvolvidos neste ano, quando o Via Crucis completa 18 anos no Município. Em 2015, a encenação será realizada em cinco noites consecutivas, de 1º a 5 de abril, às 20 horas, no Centro Social Urbano, com entrada gratuita. O secretário municipal de Cultura, Eide Froner, também participou do evento.

Ainda durante a sessão, os parlamentares respeitaram um minuto de silêncio em homenagem ao cantor sertanejo José Rico, morto nesta terça-feira, aos 68 anos, na cidade de Americana. No início dos anos 70, ao lado do cantor Milionário, ele formou uma das duplas sertanejas mais famosas do País.

Comentários

Notícias relacionadas