SB24Horas

Notícia na hora certa!

Vacinados, paulistas pretendem viajar, mostra pesquisa

Vista aérea de Serra Negra, um dos municípios contenplados com o repasse da Secretaria de Estado do Turismo

Preocupação com a covid-19 continua, mas segundo a Fundação da SEADE, 13,5 milhões de moradores planejam roteiros ainda para este ano 

 

Pesquisa feita pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – Seade e as secretarias estaduais de Governo e de Turismo e Viagens mostrou que a preocupação com as medidas de enfrentamento da covid-19 continua forte, mas o avanço da vacinação anima os paulistas: entre os últimos meses de 2021 e 2022, 55% dos moradores pretendem viajar.

O levantamento ouviu mais de quatro mil pessoas, de todas as regiões do estado. Os que planejam sair em 2021 somam 13,5 milhões – São Paulo tem 44,9 milhões de habitantes. São viagens para dentro do próprio estado (4,6 milhões), outros estados (6,8 milhões) e exterior (2,2 milhões).

A pesquisa, feita em agosto, revela ainda como a vacinação influencia no tipo de roteiro. Por mais segurança, em janeiro de 2021, 75% disseram que pretendiam viajar dentro do próprio estado, no que passou a ser chamado de “turismo de proximidade”: poucos dias, para distâncias de até 300 quilômetros. Agora são 34%, o que confirma a importância da vacinação em São Paulo para a retomada das viagens em todo o País – o estado é o principal “exportador” de turistas.

Lazer é o motivo principal para 72% dos que planejam viajar ainda em este ano, percentual que cai para 68% no ano que vem. O turismo de negócios deve ter recuperação mais forte em 2022.

A atenção com a covid continua. Nove de cada dez paulistas dizem que se preocupam com as medidas de enfrentamento nos destinos a serem visitados. Outras tendências:

  • A compra/reserva acontece mais perto da data da viagem;
  • A maioria das viagens será na companhia de familiares, independente do roteiro;
  • Para 45% dos que não vão viajar em 2021 e 2022 o motivo principal é a falta de condições financeiras;
  • Predominam os planos de viagem de até uma semana

A retomada começa a influenciar na geração de empregos. Segundo o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), da Secretaria de Turismo e Viagens, desde maio o saldo de vagas formais do setor – média entre demissões e contratações – acumula resultados positivos, devendo fechar 2021 com 62 mil postos com carteira assinada criados.