Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Vacina contra a dengue será testada em voluntários

Foto: Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorizou o Instituto Butantan a avançar nas pesquisas e testes em torno da vacina de prevenção da dengue. Ela começou a ser estudada em 2006 e agora passará para a fase de testes, que deverá ser realizada em 300 voluntários. De acordo com o secretário da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, a perspectiva é que esta fase de testes clínicos dure 5 anos ou menos.

Se a vacina for aprovada em todas as etapas de pesquisa clínica, poderá ser comercializada e distribuída à população. A perspectiva do governo brasileiro, em caso de sucesso em todas as etapas, é atender a demanda global e exportar a vacina contra a dengue.

O Ministério da Saúde está investindo R$ 200 milhões no projeto. A vacina será preventiva e tetravalente protegendo contra os quatro tipos de vírus da dengue. Quando estiver pronta ela podera significar uma economia de recursos públicos, que hoje chegam a um bilhão de reais por ano em toda atividade de prevenção e de tratamento da doença. “Os gastos que temos com o controle e tratamento da dengue são muito elevados. Conseguindo introduzir a vacina traremos melhoria para o cidadão, que se protegerá da doença”, afirma Gadelha.

Ano passado a estudante de direito Angélica Oliveira, 21 anos, de Guaratinguetá-SP, sentiu muita dor de cabeça, febre e cansaço contínuo, mas achou que era apenas uma gripe comum. Após fazer exames de sangue descobriu que estava com dengue. “O número de leucócitos estava bem abaixo do normal. Passei os dias seguintes à base de remédio, água e muito repouso”, explica. Angélica ficou animada com a possibilidade de um dia poder se prevenir contra a dengue através da imunização. Ela sempre teve sua caderneta de vacinação atualizada e isso a protegeu de várias doenças ao longo da vida. “Raramente fico doente” afirma.

Além do Instituto Butantan, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com apoio do Ministério da Saúde, também está desenvolvendo um projeto sobre a dengue. “Os institutos darão suporte e apoio à biotecnologia brasileira que hoje é uma grande prioridade da Presidenta Dilma”, diz Gadelha.

 

Fonte: Kathlen Amado / Blog da Saúde

Comentários

Dennis Moraes