Esportes RMC 

Torcedora transforma paixão pelo Vôlei Renata em desenho

A temporada 2018/2019 ainda está rolando, mas os jogadores do Vôlei Renata garantiram alguns momentos eternizados pela arte da jovem Júlia Bortoletto, de 18 anos. Torcedora do time campineiro, ela usa seu talento com lápis e papel para reproduzir, em desenho, cenas do dia-dia dos comandados do técnico Horácio Dileo. “Eu desenho desde criança. Sempre tive muita influência da minha tinha tia, via um desenho ou um objeto e tentava reproduzir. Uso isso até hoje, principalmente, com os meninos. Vejo uma cena no treino ou jogo e tento colocar no papel. Às vezes dou uma olhadinha ou outra nas fotos para ver melhor os detalhes”, explicou Júlia. O gosto pelo desenho começou cedo, assim como a prática de esportes. Na escola, Júlia teve o primeiro contato com o vôlei aos 12 anos. No ponteiro Vaccari, a jovem encontrou a principal inspiração para unir seus dois principais interesses. “Acho que gosto e pratico esportes desde sempre, mas eu tenho uma paixão por vôlei. Enquanto jogava, ai torcer, acompanhava jogos. Aí o Vaccari veio jogar em Campinas, saiu uma foto dele para divulgar uma partida e por algum motivo eu desenhei aquela foto. Foi aí que tudo começo”, comentou a torcedora. Ídolo da jovem, o jogador além de ser “muso” e também crítico e incentivador dos desenhos. “O Vaccari eu falo que é um avaliador fundamental. Não mostro meus desenhos antes da aprovação dele”, brincou. “Em um jogo eu tirei foto com ele e quando cheguei em casa acho que tive aqueles cinco minutos de coragem, resolvi mandar a foto do primeiro desenho, mas nem imaginava que ele ia ligar. Acontece que ele respondeu, pediu o desenho e a gente continuou conversando”, acrescentou. Por indicação de Vaccari, Júlia começou a compartilhar seu talento com outros jogadores do Vôlei Renata e não parou mais. Os centrais Luizinho e Michel e o ponteiro Temponi também foram desenhados pela jovem. “Estava conversando com o Vaccari e ele disse que o Michel ficaria feliz com um desenho porque era aniversário dele. Fui lá e fiz. Acho que criei gosto em desenhar eles. Porque são pessoas que nunca imaginei conversar e agora eu posso perguntar: ‘me ajuda ver o que tem de errado nesse desenho?’ Sei que vão me ajudar”, finalizou. Com Júlia na torcida e com o lápis na mão, o Vôlei Renata volta às quadras contra EMS Taubaté Funvic, no próximo dia 30 (quarta-feira), às 21h30, fora de casa. O time campineiro segue me quinto lugar na competição, com 20 pontos.

 

Comentários

Leia também...