Artigos / Opinião 

“Tempo, tempo, tempo………inimigo ou aliado?

Gerenciar tempo, mudar hábitos e seguir uma rotina planejada trará notáveis resultados para dentro de uma empresa. Caminhar lado a lado com o tempo fará dele um grande aliado.

Frequentemente pessoas reclamam que não conseguem dar conta de suas tarefas no trabalho e, por conta disso, acabam se estressando, tendo um mau desempenho no trabalho, entregando tarefas atrasadas ou até mesmo tendo que levar trabalho para finalizar em casa. Isso afeta o humor, acaba gerando estresse e até mesmo sobrecarregando a família do indivíduo. Segundo Cristina Fonseca, coach e consultora da CDH, existem algumas técnicas que podem ajudar o colaborador a se organizar e a gerenciar o seu tempo no seu trabalho e vida pessoal.  “É importantíssimo que o colaborador, em primeiro lugar busque querer mudar e tome essa iniciativa. Os melhores empreendedores são aqueles que conseguem fazer um bom gerenciamento de tempo e aproveitar cada minuto das 24 horas.”
Ainda segundo a consultora Cristina da CDH, é de suma importância começar pela organização do ambiente de trabalho, uma vez que é muito difícil conseguir se concentrar quando se está num ambiente desorganizado. “Após organizar a sua mesa e o ambiente à sua volta, você inicia uma lista onde determina o que é “importante”, “urgente” e “circunstancial”, dentro da sua agenda pessoal e profissional, como nos ensina o autor Christian Barbosa no seu livro “A Tríade do Tempo”.  Quando sobrar um tempinho em casa, é bacana fazer o planejamento do mês. Assim, você já adianta tudo e apenas tem de lidar com imprevisto e assuntos que surgem de última hora.
A coach Cristina Fonseca, sócia-Diretora da CDH, ainda dá mais algumas dicas de como gerenciar melhor seu tempo no ambiente profissional:
1.        Diferencie aquilo que é “urgente” daquilo que é “importante”. Conforme Christian Barbosa nos coloca na Tríade do Tempo:

“Importante”: São tarefas que têm prazo para serem feitas (horas, dias, semanas, meses, etc), tem importância para você e trazem resultado a curto, médio e longo prazo.
“Urgente”: são as tarefas que devem ser feitas imediatamente! Um erro muito comum é definir urgências como prioridades e deixar as coisas importantes de lado. Use a matriz urgente-importante, para melhorar a organização de suas tarefas.
“Circunstancial”: podem ser importantes ou urgentes para outras pessoas, mas não para você. Você aceita por educação, imposição ou medo de dizer “não”. Não trazem resultados para você.

2.Execute uma tarefa de cada vez: é importantíssimo manter o foco em apenas uma tarefa e só partir para outra, a partir do momento que você finalizou totalmente a anterior. Estudos mostram que o cérebro leva cerca de 20 minutos para fixar novamente naquilo que você estava fazendo e por algum motivo dispersou a atenção.
3.Faça uma agenda: ter uma agenda, seja física ou online, te fará muito mais organizado e até mesmo mais focado. Ter em suas mãos todas as suas tarefas marcadas e agendadas, poupará aquela preocupação e pendências na cabeça que geram estresse e pouco rendimento.
4. É importante saber priorizar: Na hora de fazer seu planejamento saiba colocar em primeiro lugar aquilo que considera mais importante e resolva as urgências.

Seguir passos e se espelhar em profissionais capacitados que já passaram pelas mesmas experiências que aquele profissional está passando pode ser primordial para o crescimento pessoal do mesmo. Fazer um bom gerenciamento do tempo trará notáveis resultados: “No curto prazo, você pode identificar as falhas que ainda existem e propor soluções também ouvindo a opinião dos seus parceiros. Já no longo prazo, você pode trabalhar o gerenciamento de tempo propondo atividades que melhoram essa gestão,” diz Cristina Fonseca da CDH.

O trabalho de Coaching pode ajudá-lo a manter o ritmo, sempre otimizar processos e se tornar mais consciente das suas forças e fraquezas, bem como de aspectos que chamamos de “desperdiçadores de tempo”, que atuam como sabotadores para que consigamos atingir as nossas metas pessoais e profissionais. Este processo poderá possibilitar ao coachee, se manter sempre no caminho traçado, para corrigir aquilo que ainda não está saindo como planejado e que seja fundamental para obter a mudança, passando a gerenciar o seu tempo com maior eficácia e obtendo crescimento pessoal e profissional, finaliza Cristina Fonseca.”

Cristina Fonseca

Psicóloga, Coach e Sócia-Diretora da CDH  

Comentários

Leia também...