Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Limeira

Suzano é destaque em evento da ONU com programa de recuperação ambiental

Iniciativa da companhia foi a única do setor privado e da América do Sul a estar entre os seis cases de notoriedade mundial em webinar realizado na última quarta-feira (2)

 

A Diretora Executiva de Sustentabilidade da Suzano, Malu Pinto e Paiva, apresentou na quarta-feira, 02 de dezembro, o  Programa de Restauração Ambiental da companhia no webinar “Boas práticas na implementação de ODS – exemplos inspiradores à Ação de Aceleração na Agenda 2030”, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa de gestão ambiental da companhia, que resultou na recuperação de áreas degradadas via plantio de 10,7 milhões de mudas em quase uma década, foi eleita entre os seis cases de destaque mundial no evento.

O propósito do programa da Suzano é recuperar habitats degradados via restauração ecológica, promovendo a conservação dos ecossistemas em três dos seis biomas brasileiros: Amazônia, Mata Atlântica e Cerrado.

“Essa iniciativa é uma das nossas contribuições para a agenda dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2030 da ONU, que também contempla a geração de renda para comunidades rurais vulneráveis, bem como a proteção e a conservação de recursos, com destaque para a água e a biodiversidade”, ressalta.

O case do Programa de Restauração Ambiental da Suzano foi escolhido como um dos seis de destaque entre mais de 5.000 inscritos em todo o mundo e, segundo a executiva, um dos principais desafios é a expansão da iniciativa. “Nós acreditamos que é fundamental o engajamento dos players locais desse ecossistema para a restauração dos nossos biomas e conservação da biodiversidade, fazendo algo realmente significativo, importante e transformacional para essas áreas, e compartilhando valor com a sociedade”.

As áreas de conservação da Suzano já abrangem cerca de 970 mil hectares, quase 40% da área total de florestas sob gestão da companhia. Na Amazônia, na Mata Atlântica e no Cerrado, a companhia já plantou 10,7 milhões de mudas nativas com o emprego de técnicas e metodologias customizadas, iniciando um processo de restauração que trouxe a vegetação nativa a uma área de mais de 31.200 hectares, o equivalente ao mesmo número em campos de futebol.

O evento também contou com o lançamento da publicação digital “Primeira Edição – Boas Práticas do ODS: Uma compilação de histórias de sucesso e lições aprendidas na implementação dos ODS”, produzida pela UN DESA (Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais). Na ocasião, também foi realizada a 2ª Chamada Aberta de Boas Práticas ODS (sigla em inglês para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

Em julho deste ano, a Suzano já havia aparecido em um compilado digital no site da ONU com os 512 cases de maior destaque. Para acessar o case da Suzano na plataforma das Nações Unidas, basta clicar no link: https://sustainabledevelopment.un.org/partnership/?p=30660

 

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.