RMC 

Soldados do Exército irá auxiliar no combate à dengue em Americana


A partir de março, soldados do Exército vão auxiliar os agentes da dengue da Secretaria de Saúde de Americana no controle e combate ao mosquito Aedes aegipti. A informação foi dada pela secretária Mirella Povinelli, após audiência com o tenente-coronel Mattos, da 11ª Brigada de Infantaria Leve, sediada em Campinas. No dia 10 de fevereiro a Prefeitura de Americana enviou um ofício solicitando o apoio dos militares às operações de controle e combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Mirella explicou que serão enviados para Americana 15 soldados todas as terças, quartas e quintas-feiras, do dia 2 de março até o dia 17 de abril. “Os soldados vão acompanhar os agentes da dengue em visitas às residências. Com isso, esperamos que as famílias se sintam seguras com a presença dos militares, e abram suas casas para as inspeções e orientações”, disse a secretária. Os casos positivos de dengue  na comparação de 2015 com 2014 diminuíram. Em janeiro de 2015, foram 61 casos e 405 em fevereiro. Em janeiro de 2014, ocorreram 158 casos positivos e 1.301 no mês de fevereiro.  Sete casos positivos foram registrados neste ano de 2016.

Os soldados, que também participam do trabalho contra a dengue em Campínas, estão capacitados para orientar as pessoas e colaborar na busca de focos do mosquito. Americana trabalha, atualmente, com 80 agentes de saúde  e realiza mutirões de limpeza na cidade para eliminar possíveis focos do mosquito. A estratégia de trabalho ainda consiste em ações educativas nas escolas e indústrias, além da distribuição de panfletos.

 

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Leia também...