SB24Horas

Notícia na hora certa!

Saúde mental: brasileiros sofrem de distúrbio de personalidade que agrava ansiedade generalizada

Fabiano de Abreu / Foto: Divulgação / MF Press Global

Estudo científico publicado pelo Doutor em Neurociência e Psicologia, Fabiano de Abreu, analisa um distúrbio recorrente porém pouco falado no Brasil

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo e também é o quinto local do mundo com mais incidência de casos de depressão. Isso torna sua população suscetível a inúmeras consequências, como os distúrbios de personalidade, dentre eles, o Transtorno de Personalidade Histriônica (TPH).

 

O neurocientista PhD, psicanalista e biólogo Prof. Dr. Fabiano de Abreu explica que esse problema é caracterizado por um padrão emocional excessivo e ansiedade recorrente. Segundo seu estudo publicado no Brazilian Journal of Development, o paciente busca aprovação social e atenção constante. Como consequência, sente-se ansioso e torna-se emocionalmente dependente.

 

Mestre em psicanálise, Fabiano de Abreu pontua que “estamos presenciando um estágio de personalidades dramáticas que desencadeia distúrbios e síndromes que estão fazendo a sociedade adoecer. Isso aumenta ainda mais a prevalência do sentimento ansioso e gera um comportamento anti-social generalizado”.

 

Esse distúrbio desencadeia um narcisismo patológico, onde o paciente busca incessantemente por atenção de outras pessoas. Entretanto, o Doutor em neurociência destaca que isso não deriva apenas de condições genéticas: é resultado também do comportamento individual.

 

O uso exacerbado de redes sociais é propício para agravar esse distúrbio quando não tratado. O Instagram, por exemplo, promoveu uma atualização que “oculta” a quantidade de likes devido especialistas alertarem transtornos de personalidade recorrentes, onde os usuários buscavam incessantemente por likes e comentários.

 

Outra característica deste problema é a dificuldade do paciente em lidar com opiniões contrárias. Raiva, medo constante e preocupação excessiva com a aparência física são outros sintomas frequentes. A longo prazo, o Transtorno de Personalidade Histriônica promove estresse excessivo e prejudica o funcionamento normal dos neurônios.

 

Sobre o Fabiano de Abreu

PhD, neurocientista, mestre psicanalista, biólogo, historiador, antropólogo, com formações também em neuropsicologia, psicologia, neurolinguística, neuroplasticidade, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo e formação profissional em nutrição clínica – Diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, UniLogos; Membro da Federação Européia de Neurociências e da Sociedade Brasileira e Portuguesa de Neurociências. Universidades em destaque: Logos University International, UniLogos, Nova de Lisboa, Faveni, edX Harvard, Universidad de Madrid.

 

Créditos de: Jennifer de Paula

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal SB24Horas