Saúde: Cor da urina pode indicar doenças renais

O ideal é que o xixi tenha sempre o tom claro ou amarelo. Os espumosos ou efervescentes merecem alerta

 

Muito mais do que eliminar toxinas do organismo, a urina, especialmente a cor e o aspecto, pode falar muito sobre a saúde. Segundo o Dr. Marcos Vieira, presidente e nefrologista da Fundação Pró-Rim, referência nacional em tratamentos renais, é importante saber identificar características que possam revelar algum problema, especialmente nos rins.

 

“As pessoas deveriam criar o hábito de prestar atenção na cor da urina. Um simples olhar pode prevenir doenças como uma insuficiência renal”, explica o médico.

 

O bom aspecto da urina pode ser mantido com a ingestão de água na quantidade correta. A ingestão de água ideal depende muito de fatores. O ideal é consumir de 1,5 a 2 litros por dia. No entanto, pessoas que praticam exercício físico ou em dias muito quentes, essa quantidade de água deve ser maior, pois há a eliminação pelo suor e isso precisa ser reposto. “A água é muito importante para o organismo. Nada funciona bem sem a água. Ela mantém o aparelho renal em perfeito funcionamento, melhora o sistema cardíaco, neurológico, faz bem para a pele e estômago”, ressalta Vieira.

 

Fique atento as cores e seus sinais:

 

– Urina bem clara: pode indicar que esteja tomando água em excesso. E ao contrário do que se pensa, a ingestão exagerada de líquidos também pode ser um problema, pois sobrecarrega os rins e traz à perda de sais, inchaço, sonolência e mal-estar.

 

– Amarelo claro: essas são cor ideal.

 

– Amarelo escuro: considerado normal, porém é um sinal de que precisa ingerir mais água.

 

– Ambar ou mel: esse é um sinal de desidratação. É importante beber mais água.

 

– Laranja: pode indicar falta de água ou pigmentos de comida. Se persistir pode ser problemas de fígado ou na vesícula. É importante consultar um médico e realizar um exame para descartar qualquer problema.

 

– Espuma ou efervescente: se for persistente, indica o excesso de proteína ou algum problema renal. Consulte um nefrologista.

 

– Rosa ou avermelhada: se for persistente, pode indicar problemas no fígado, rim, próstata, infecção ou ainda um tumor.

 

– Acastanhada: indica desidratação severa ou problemas de fígado.

 

– Azulado ou esverdeado: pode ser de comida, medicação ou ainda, infecção bacteriana.

 

Para finalizar, o médico reafirma que prestar atenção na cor da urina deve ser um hábito simples e que a qualquer suspeita é importante procurar um médico, pois um exame de urina pode alertar sobre algo mais sério.

 

Sobre a Fundação Pró-Rim (www.prorim.org.br): Referência nacional no tratamento e no transplante de rins, a Fundação Pró-Rim é uma entidade filantrópica com 30 anos de atuação. Possui unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende pacientes renais crônicos de todo o Brasil. É pioneira nos transplantes renais em SC e sua equipe está entre as que mais realizam transplante no país. Já ultrapassou a marca de 1500 transplantes renais. Foi a primeira unidade de hemodiálise do Estado a receber o nível máximo de Qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA – Nível 3). Recebeu o Prêmio Empreendedorismo Social pela Folha de S. Paulo e foi eleita pelo oitavo ano consecutivo pelo Guia Você SA como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

 

 

Comentários

Notícias relacionadas