fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Opinião

Saiba por que o Compliance é fundamental para as empresas no pós pandemia

As empresas que desejam uma recuperação mais rápida no pós-pandemia devem investir no compliance como vantagem competitiva. Saiba mais.

O assunto do compliance vem recebendo muita atenção nos últimos anos, especialmente em razão da nova Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, que entrou em vigor em setembro de 2020, exigindo que as empresas fizessem esforços de adequação nos seus processos de coleta, tratamento e armazenamento de dados.

Porém, não trata-se apenas de evitar as sanções. O compliance deve ser uma prioridade. Na recuperação econômica pós-pandemia, empresas que estiverem investindo em assegurar a conformidade com normas certamente terão vantagem competitiva.

O que é Compliance

O termo compliance vem do inglês, “to comply”, que significa aderir a algo; por exemplo, “to comply with the law” significa aderir à lei, seguir a legislação.

O termo, portanto é usado se referir ao processo de adequação às normas que são aplicáveis dentro de uma certa atividade ou situação. 

O compliance com a LGPD é o assunto do momento. No entanto, existem outras normas que são aplicáveis às empresas e que exigem esforços de adaptação, como a Lei Anticorrupção e a Lei de Crimes Ambientais. 

Compliance e Recuperação Pós-pandemia

A pandemia de novo Coronavírus, em 2020, certamente transformou as  maneiras de pensar e as relações humanas. E as empresas precisam estar atentas a essas transformações. 

Princípios e valores ganharam uma nova força na sociedade diante da ameaça da Covid-19. Por isso, as pessoas estão mais preocupadas do que nunca em manter uma posição responsável em relação ao consumo, e priorizam as empresas que demonstram comprometimento com a coletividade acima do benefício próprio. Uma das maneiras de fazer isso é por meio de esforços de adequação às normas.

Além disso, mesmo nas relações entre as empresas, o compliance passa a ser um fator determinante para o sucesso. Uma empresa que valoriza a conformidade busca estabelecer vínculos com outras que fazem o mesmo. Logo, aquelas que não dispões ou não implementam um programa de integridade podem começam a perder fornecedores e parceiros.

Adequação à LGPD 

No caso específico da adequação à LGPD, o pós-pandemia traz o desafio do trabalho remoto, que provavelmente continuará sendo adotado, em maior ou menor medida, pela maioria das empresas. Isso levanta questões sobre como assegurar a proteção dos dados quando os funcionários têm acesso a eles fora do espaço físico da empresa.

É necessário, então, pensar na implementação de políticas e de ferramentas que sejam condizentes com a nova dinâmica de trabalho, para mitigar os riscos de ataques ou vazamentos de dados que prejudicariam significativamente os clientes e a própria empresa.

Além disso, a comunicação das novas políticas internas e o treinamento dos funcionários também devem continuar ocorrendo à distância, mesmo no pós-pandemia. É preciso investir em uma solução que viabilize a realização dessas atividades com eficiência.

Embora a LGPD já esteja em vigor, as empresas que ainda não buscaram a adequação podem, e devem, resolver essa questão agora. Vale lembrar que, a partir do ano que vem, serão impostas multas às empresas que desrespeitarem as previsões da lei. 

Comentários