24Horas Santa Bárbara d´Oeste Variedades 

“Sacola Afro-Indígena” estimula leitura e promove cultura de paz

Para formar uma geração de leitores e promover uma sociedade culturalmente rica, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Educação, investe em diversos projetos de leitura, abrangendo crianças de 0 a 10 anos e também estudantes da EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Um trabalho de destaque é o Projeto Pedagógico Cultural “Sacola Afro-Indígena” que percorre as escolas municipais durante o ano letivo estimulando a leitura com livros de diversos gêneros textuais sobre os temas.

São sete sacolas com diversos livros, distribuídas em escolas diferentes. Ao receber a sacola, professores e educadores fazem a leitura e contextualizam a temática aos alunos. O conteúdo fica 20 dias em cada escola permitindo experiências culturais diversas e o intercâmbio entre escolas e a Secretaria de Educação. Além estimular a leitura dos títulos relacionados ao tema, o projeto atende às Leis 10.639/2003 e 11.645/2008 e integra as ações do PSE (Programa Saúde na Escola) com o eixo “Educação Para as Relações Étnico Raciais” – Promovendo Uma Cultura de Paz. As 50 unidades da Rede Municipal de Ensino recebem a “Sacola”.

“A literatura infantil com a temática afro-brasileira e indígena contribui para reflexões sobre a representatividade de ambas as etnias, possibilitando que os estudantes se tornem agentes principais na história e propiciando que todos adquiram conhecimento por meio da beleza cultural de cada povo”, explicou a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva.

Entre os demais projetos desenvolvidos nas escolas municipais estão o Projeto Encantalendo, Sarau de Poesia, Amigos Leitores, Sarau Literário e Teatro de Leitores. O trabalho de leitura realizado junto aos alunos contribui para o processo de compreensão da linguagem escrita, aquisição de novos conhecimentos, além de enriquecer o vocabulário e favorecer as atividades de produção de texto.

Comentários

Leia também...