24Horas Santa Bárbara d´Oeste 

S. Bárbara inicia instalação de contêineres na área central

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, inicia nos próximos dias a instalação de contêineres para coleta de lixo doméstico que serão instalados na região central da cidade e nas avenidas Monte Castelo e Tiradentes. Os equipamentos possuem tampa para evitar que entre água da chuva e escoamento para o chorume, sendo também de fácil manejo para os garis. O intuito é padronizar os recipientes de lixo e investir em maior higiene dos locais. A coleta comum no sistema porta a porta continua normalmente.

 

Segundo o diretor de licenciamento e fiscalização da Secretaria, Cleber Canteiro, trata-se de tendência observada no exterior e em algumas cidades no Brasil, que demonstra-se mais rápida e viável a destinação do lixo doméstico. Ele ressalta que os contêineres de lixo comum servirão para deixar a coleta mais ágil e sem acúmulo de lixo na frente das residências. “Com isso, não teremos mais lixo sendo acumulado nas esquinas para posterior coleta. Serão instalados, posteriormente, os contêineres de material reciclável que servirão como PEVs (Pontos de Entrega Voluntária). Com isso esperamos aumentar a conscientização da população e elevar a taxa de reciclagem do Município”, disse.

 

Nesta primeira fase, serão instalados contêineres em 27 pontos da cidade. Os equipamentos terão entre 700 e 1 mil litros e são adesivados e identificados. Para manter a higiene. A coleta por contêineres deverá ocorrer de segunda a sábado e terá os objetivos de evitar o mau cheiro em frente às residências, menos ocorrência de cachorros rasgando os sacos e espalhando os resíduos, evitando a presença de moscas e derramamento de líquidos. Além disso, todos os contêineres serão lavados e higienizados pelo menos a cada 15 dias.

 

Folders explicando o funcionamento dos novos equipamentos estão sendo distribuídos nos locais que receberão a iniciativa. Os contêineres de lixo comum serão pagos por litro utilizado no valor de aproximadamente R$0,14. O custo com coleta, tanto a coleta porta a porta, quanto à de contêineres e recicláveis deverá ficar entorno de R$ 350 mil/mês.

 

Foto: Marcel Carloni

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Leia também...