24Horas Santa Bárbara d´Oeste Variedades 

Regendo com os olhos, maestro João Carlos Martins emociona Santa Bárbara d’Oeste

“Pela primeira vez, talvez no Brasil, vou reger só com os olhos. E isso vai acontecer em Santa Bárbara”. Foi desta forma que o maestro João Carlos Martins abriu sua apresentação na noite da última terça-feira (11) no Teatro Municipal “Manoel Lyra”. Durante uma hora, o público se emocionou com a afinação da Bachiana Filarmônica do SESI-SP e aplaudiu em pé, várias vezes, um verdadeiro espetáculo.

A orquestra se apresentou para um teatro repleto – em parceria entre o Município de Santa Bárbara d’Oeste, FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e SESI (Serviço Social da Indústria). O prefeito Denis Andia esteve presente, acompanhado da primeira-dama do Município, Roberta Manzatto Aranha Andia. “É um motivo de orgulho tê-lo em nossa cidade na semana em que completamos o nosso Bicentenário”, disse o prefeito ao maestro, momentos antes da apresentação.

Entre as músicas do repertório, “Eine Kleine Nachtmusik”, “Jesus alegria dos homens”, “Mourão” – quando João Carlos Martins não se conteve e regeu a orquestra com toda a sua energia – “Yesterday & Love of my life”, “Ladies in Lavender”, um “Parabéns a você” para Santa Bárbara d’Oeste e “Trem das Onze”, com coral do público presente.

“Em 1964 estive aqui pela primeira vez e posso dizer que Santa Bárbara d’Oeste é a cidade das artes. É uma honra realizar esta apresentação no aniversário. Não poderia estar aqui, já que serei internado logo após essa apresentação. Saio daqui e vou para o hospital, mas não abro mão deste concerto. O meu médico disse que eu poderia fazer o concerto, desde que eu não movimentasse os braços”, desculpou-se João Carlos Martins.

Sobre a Bachiana Filarmônica SESI-SP
Mantida pelo SESI-SP e sob a direção do maestro João Carlos Martins, a Bachiana representa ação relevante no apoio à música erudita e ao desenvolvimento de seus integrantes. Assim, abre múltiplas oportunidades profissionais e leva a cultura da música erudita a milhares de brasileiros. As apresentações abrangem desde o interior do Estado, periferias das grandes cidades, até renomados teatros, difundindo e valorizando a música clássica de alta qualidade técnica e artística.

Maestro João Carlos Martins 
Considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach (1685-1750), o maestro João Carlos Martins (1940) atingiu um patamar raramente alcançado por outros músicos brasileiros no século XX. Um dos pontos altos de sua carreira foi a gravação da obra completa para teclado desse gênio da música. Logo após, devido a problemas físicos, teve que abandonar a carreira de pianista, canalizando sua paixão para a regência.

Comentários

Leia também...