Rede de Urgência e Emergência de Americana atende mais de 1.400 pacientes em um dia

A rede de urgência e emergência de Americana, composta por quatro unidades da Rede Nossos PAIs (PAI Zanaga, PAI Gramado, PAI Mathiensen e PAI Cidade Jardim) além do pronto-socorro do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi e do Hospital Infantil André Luiz atendeu na última segunda-feira, 1439 pessoas. O que demonstra que cerca de 60 pessoas por hora são atendidas nas unidades de urgência e emergência de Americana.

 

No dia 17 de fevereiro, só na Rede Nossos PAIs, em funcionamento há quase três anos, foram 885 atendimentos, praticamente o dobro registrado pelo pronto-socorro do Hospital Municipal, quando 443 pessoas foram atendidas. Na Rede Nossos PAIs, há clínicos e pediatras atuando 24 horas além de ortopedista no PAI Zanaga. No Hospital Infantil, a escala médica é composta por pediatras e no Hospital Municipal por clínicos e pediatras além de especialistas que, quando necessário, são acionados para dar sequencia ao diagnóstico e tratamento do paciente.

 

“Os números de atendimentos deixam claro que a Rede Nossos PAIs se tornou referência para a população de Americana. As unidades estão instaladas em pontos de referência da cidade e dessa forma ninguém fica sem atendimento. São quatro unidades do Programa de Atendimento Imediato e mais dois prontos-socorros”, disse o secretário de Saúde, Fabrizio Bordon.

 

Ele acrescentou que, se por alguma razão, uma das unidades está com um tempo de espera maior, é porque os profissionais estão dando atenção aos casos mais graves. “Mas a população pode, se preferir, procurar outra unidade. Todas foram preparadas para atender a demanda sem sobrecarregar a Rede”, informou.

 

Bordon ressaltou que a iniciativa de promover a reestruturação da rede de urgência e emergência na cidade partiu do prefeito Diego de Nadai. “Trata-se de um projeto bem sucedido desenvolvido por profissionais altamente capacitados e empenhados e que acima de tudo oferece atendimento com qualidade”, frisou.

 

 

Foto: Bruno Carrenho/Prefeitura de Americana

 

Unidade de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas