24Horas Esportes 

Que feio: Com Felipão, Brasil afunda ainda mais no ranking: é o 19º

Empates com Rússia e Itália impediram que a seleção se recuperasse na lista

Sem vencer uma partida oficial contra uma seleção de primeiro escalão desde 2009 (quando derrotou a Argentina por 3 a 1 em Rosário, pelas Eliminatórias), o Brasil perdeu mais uma posição no ranking da Fifa em abril. Agora, a equipe treinada por Luiz Felipe Scolari amarga o 19º lugar, pior colocação de sua história. O Brasil foi uma das poucas seleções que fizeram três partidas desde a última edição da lista – amistosos contra Bolívia, Rússia e Itália. Como só derrotou a primeira, não conseguiu somar pontos em quantidade suficiente para subir. Contra os russos, em 11º lugar na lista, e italianos, em 8º, a equipe conseguiu apenas dois empates. A nova atualização do ranking está prevista para 9 de maio. A tendência é que o time de Luiz Felipe Scolari não consiga se recuperar na tabela, uma vez que disputa apenas um amistoso neste mês, no dia 24, contra o Chile, no Mineirão. Os chilenos estão em 23º lugar no ranking.

Untitled-1

A lista continua sendo liderada pela Espanha, que soma 1.538 pontos e aparece logo à frente de Alemanha (1.428) e Argentina (1.292). Quem cresceu neste mês foi a Croácia, que agora está em quarto lugar na relação das melhores seleções do planeta. Portugal completa o “top 5” do ranking. Além da Argentina, o Brasil, com 909 pontos, está atrás de outras três seleções sul-americanas: Colômbia, Equador e Uruguai. Equipes pouco expressivas, como Grécia, Suíça e Bélgica, também aparecem na frente dos brasileiros. Apesar do atual retrospecto negativo contra adversários de maior categoria, o Brasil é desfavorecido por disputar apenas partidas amistosas, que têm peso menor na elaboração do ranking (o país não participa das Eliminatórias por já ter lugar na Copa de 2014, por ser país-sede). A Fifa informou que 120 partidas internacionais foram levadas em conta para a elaboração do novo ranking. Nada menos que 83 delas foram válidas pelas Eliminatórias.

 

Fonte: Veja

Comentários

Leia também...

Deixe uma resposta