Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Quantas empresas adotam home office no Brasil?

Uma das principais mudanças causadas pelo novo coronavírus foi o aumento em massa do trabalho remoto. Para se ter uma ideia, 46% das companhias adotaram esse formato, de acordo com a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19.

 

O estudo, que foi conduzido pela Fundação Instituto de Administração (FIA), registrou informações de 139 companhias. Em todo o Brasil, foram ouvidas organizações de pequeno, médio e grande porte.

 

As áreas que mais aplicaram esse novo formato de trabalho foram: serviços hospitalares (53%) e indústria (47%). Já nas grandes organizações, o número das companhias que optaram pelo trabalho remoto foi de 55%, enquanto os pequenos empreendimentos foram baixos, alcançando a marca de 31%.

 

É interessante observar que algumas companhias optaram pelo regime híbrido, ou seja, aquele em que os colaboradores vão para os escritórios somente nos dias que foram definidos pelas empresas. Essa fatia corresponde a um terço do total das organizações, registrando 33%.

 

Na área de comércio e serviços, 57,5% dos colaboradores migraram para o teletrabalho. Nos pequenos negócios, o número de companhias foi de 52%.

 

A antecipação de férias também ganhou bastante destaque entre as empresas. Para se ter uma ideia, 46% das organizações aderiram a essa estratégia. As grandes empresas foram os modelos de negócio que mais optaram pelo recurso. Quem também identificou essa possibilidade como uma boa ação foi a área de serviços hospitalares, que atingiu 80%.

 

Vale ainda destacar que 23% das organizações tiveram que reduzir a carga de trabalho do colaborador e o salário do membro da sua equipe. E, infelizmente, 12% demitiu funcionários durante a crise sanitária.

Obstáculos

A implementação do trabalho remoto não foi uma tarefa fácil para 67% das empresas. A dificuldade em trabalhar com ferramentas de comunicação foi um dos principais desafios para 34% das organizações.

 

O comportamento dos colaboradores ao utilizarem os ambientes virtuais também foi um verdadeiro gargalo para 34% das empresas. A rotina dos responsáveis pelo setor de tecnologia da informação também foi apontado como um problema para 28% das companhias.

 

O estudo destaca ainda que as organizações não oferecem material didático necessário para a implementação desse novo tipo de trabalho. O problema é ainda mais grave, porque apenas 9% ajudaram com gastos relacionados à internet e somente 7% auxiliaram com os custos com telefone.

Expectativas após a pandemia

Mesmo com os desafios, 50% das organizações afirmaram que a nova rotina de trabalho foi além das expectativas. Para 44%  das empresas, os números permaneceram dentro do planejamento.

 

Por outro lado, 36% das empresas disseram que pretendem voltar ao escritório após o fim da pandemia. O estudo indica ainda que 34% devem seguir com o trabalho remoto e 26% têm o desejo de permanecer com, no mínimo, 50% dos colaboradores a distância.

 

Agora que você já sabe quantas empresas adotam home office no Brasil, é importante deixar claro que, em alguns casos, é possível que o trabalhador continue com as tarefas em sua residência. Para ajudá-lo a ter uma rotina mais produtiva, conheça abaixo quais são os itens que não podem faltar durante o expediente.

 

  • Pen drive personalizado;
  • Apoio para os pés;
  • Calendário;
  • Organizadores;
  • Fone de ouvido;
  • Itens decorativos para aumentar a produtividade e bem-estar, como plantas.

 

As orientações acima valem tanto para as empresas que buscam promover um ambiente de qualidade para os seus colaboradores, quanto para aquelas pessoas que trabalham de forma autônoma e precisam de mais saúde para encarar os desafios da rotina.

 

Após descobrir quantas empresas adotam home office no Brasil, siga-nos nas redes sociais e conheça outras orientações importantes para o seu sucesso profissional ou para o sucesso da sua empresa.