Política Santa Bárbara d´Oeste 

Promotora Gabriela Manssur apresenta projeto Tem Saída a empresários barbarenses

Com a presença de representantes de diferentes empresas, a Câmara barbarense sediou, nesta quarta-feira (21), a apresentação do projeto Tem Saída, voltado às vítimas de violência doméstica. O evento, promovido pela vereadora Germina Dottori (PV), contou com a presença da promotora de Justiça Maria Gabriela Manssur, que faz parte do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), assim como do presidente do Legislativo, Felipes Sanches (PSC), do secretário de Desenvolvimento Econômico, Miguel Brito, e dos vereadores Marcos Rosado (PL) e Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PL).

“Eu comecei a perceber que, das mulheres que denunciavam, muitas desistiam do processo, enquanto outras sequer chegavam ao sistema de Justiça. A subnotificação era muito grande e uma das principais causas era a dependência financeira”, afirmou a promotora, ressaltando casos em que as vítimas preferiam se submeter à violência a passar fome.  Por isso, com base em sua experiência profissional e em pesquisas desenvolvidas com mulheres vítimas de violência doméstica, ela sentiu a necessidade de desenvolver esse projeto, criando um elo entre sistema de Justiça, Prefeitura e empresas que pudessem oferecer vagas de emprego. Gabriela Manssur ressalta que esse projeto já funciona há quase um ano na Capital paulista, tendo encaminhado cerca de 500 mulheres a vagas, um terço das quais foi inserida no mercado de trabalho com carteira assinada. “Elas não voltaram ao Ministério Público, o que comprova que esse fator é importantíssimo para que elas tenham autoestima, autonomia financeira e saiam do ciclo de violência”, afirmou.

A vereadora Germina Dottori destacou que, antes do encontro na Câmara, foi promovida uma reunião na Prefeitura, com a presença de juízes e promotores de Justiça de Santa Bárbara d’Oeste, assim como do prefeito Denis Andia e de secretários municipais, para a apresentação dos projetos Tempo de Despertar, Mãos Empenhadas e Tem Saída. O projeto Tempo de Despertar promove grupos reflexivos de homens autores de violência contra a mulher, com o objetivo da responsabilização e ressocialização dos agressores; o Mãos Empenhadas tem como objetivo a disseminação de informações sobre o fenômeno da violência doméstica e familiar contra a mulher e dos serviços de atendimento à mulher em situação de violência, por meio de parcerias com profissionais da área da beleza; enquanto o Tem Saída tem por objetivo inserir essas mulheres vítimas de violência no mercado de trabalho. “Eu tenho certeza que a mulher vítima da violência terá um projeto para si, para que ela saia dessa situação, rompendo o vínculo financeiro que ela tem com o agressor”, afirmou a vereadora. Germina ressaltou que, após o encontro dessa tarde, já foi procurada por empresas interessadas em aderir ao projeto.

Comentários