Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Variedades

Projeto prevê benefício fiscal para organizações que oferecer plano de saúde empresarial

Saiba como as empresas podem ser beneficiadas ao disponibilizarem um plano de saúde empresarial pelo projeto que está em tramitação.

 

O plano de saúde empresarial é um dos benefícios mais desejados pelos colaboradores, pois, ele permite cuidar da saúde com valores acessíveis.

Muitas organizações já oferecem esse benefício a seus profissionais, porém, nem sempre o valor acaba sendo tão baixo. Em alguns casos o trabalhador precisa arcar com boa parte ou a totalidade da assistência média.

Apesar de o plano de saúde empresarial ser mais barato que o individual, ele ainda possui um valor alto para quem não ganha grandes salários.

Por outro lado, algumas organizações arcam com os custos em sua integralidade ou a maior parte dele, o que costuma agradar bastante.

Com o projeto que tramita na Câmara dos Deputados, a ideia é que empresas que oferecem o convênio médico empresarial e custeiam boa parte dos valores, possam ser beneficiadas de alguma forma.

 

O que é o plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é um benefício que as empresas podem oferecer a seus colaboradores.

A empresa contrata o serviço junto a uma operadora de saúde ou administradora de benefício estabelecendo quais serão as coberturas disponibilizadas e valores. Toda a negociação é feita entre essas partes para que depois seja disponibilizada aos colaboradores.

Os funcionários poderão ter acesso ao serviço ofertado pela empresa da qual fazem parte. Para isso deverão estar cientes do benefício e aceitar a adesão. É possível ser incluído no plano de saúde empresarial a qualquer momento, o mais comum é que isso ocorra quando se entra na empresa.

Se a pessoa optar por não ter a assistência médica e no futuro desejar fazer a adesão isso é possível, porém, deve respeitar algumas regras. Entre elas está o fato de precisar cumprir a carência em sua integralidade. Isso significa que deverá esperar até ter acesso a todas as coberturas oferecidas.

Outra vantagem é que o plano de saúde empresarial pode ser estendido aos familiares do colaborador. É possível incluir cônjuge e dependentes para terem acesso às coberturas e dessa forma todas aproveitam o benefício.

 

As vantagens em oferecer o plano de saúde empresarial

Com uma assistência médica empresarial, o colaborador não é o único que sai ganhando, a empresa também se beneficia de alguma forma. Por esse ser um dos benefícios mais desejados, quando é ofertado acaba tendo uma contrapartida.

Garantir o acesso a um serviço de saúde faz com que o colaborador se sinta valorizado, pois, ele entende que a empresa enxerga as suas necessidades. Os funcionários entendem que possuem uma importância para a organização e de alguma forma buscarão retribuir isso.

A produtividade começa a aumentar, já que as pessoas se sentem valorizadas e querem continuar na organização. Elas se empenham mais no desenvolvimento das tarefas e buscam sempre dar o melhor.

O absenteísmo diminui, as pessoas evitam faltar porque querem manter o benefício que possuem. Além disso, se sentem satisfeitas com o trabalho e as ausências passam a ser apenas em casos de necessidade e não por insatisfação.

Outro ponto que faz com que faltas e atrasos diminuam é ter a saúde bem cuidada. Como o acesso a profissionais de saúde se torna mais fácil e barato com o plano de saúde empresarial, as pessoas se cuidam melhor.

É possível conseguir um tratamento preventivo e curar problemas de saúde mais rápido. Quando necessário o afastamento do trabalho esse acontece por um período menor.

Portanto, empresas que possuem um plano de saúde para seus funcionários garantem ganhos para todos os lados.

 

Os benefícios que o projeto prevê para as empresas

O Projeto de Lei 4393/20 que tramita na Câmara de Deputados quer garantir um incentivo para que as empresas continuem a ofertar o plano de saúde empresarial para seus colaboradores.

O texto em tramitação prevê que a organização que custear pelo menos 75% do plano de saúde possa ter benefícios fiscais. Esses seriam disponibilizados na forma de crédito de 67% dos valores despendidos. Esse crédito obtido poderia ser usado para abater a contribuição para o PIS/Pasep e a contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

A ideia é que esse benefício sirva de incentivo para que seja disponibilizado o plano de saúde empresarial por um maior número de organizações. Atualmente os altos custos para a folha de pagamento são um dos principais impeditivos para a implementação dos benefícios, o que deve mudar com o crédito.

O projeto ainda está sendo analisado em caráter conclusivo por algumas comissões como a de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado pode ser um benefício para que as empresas ofereçam o plano de saúde empresarial.

Por Jeniffer Elaina, especialista em seguros no PlanoDeSaude.net.