fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Santa Bárbara d´Oeste

Projeto Ninho Musical segue com atividades online

Desde o início das recomendações de Distanciamento Social, o Projeto Ninho Musical teve suas aulas presenciais suspensas, que acontecem às terças-feiras e sábados na Estação Cultural da Fundação Romi. Para não comprometer a metodologia o maestro Paulo Bellan, coordenador pedagógico, realiza semanalmente encontros virtuais, através de plataformas online, com os alunos regularmente matriculados.

 

Durante os encontros online, os alunos participam de aulas síncronas, que facilita a continuidade do projeto de forma digital. “Já usávamos ferramentas digitais no projeto como afinador de instrumento online. Agora, passamos por uma adaptação, por exemplo, os alunos têm desafios para fazer, e devem gravar vídeos com o celular para que eu possa ver como está a prática e desenvolvimento”, conta o coordenador pedagógico do Projeto Ninho Musical maestro Paulo Bellan. “Nos encontros semanais, através de videoconferência, consigo detectar os alunos que estão em dúvida, que tem mais facilidade, aqueles que estão com alguma dificuldade técnica, no manuseio ou na forma de tocar o instrumento. Tem sido um momento de muito aprendizado”, complementa Bellan.

 

A adaptação, que foi necessária devido à Pandemia do novo Coronavírus, mostrou que música e tecnologia são grandes aliadas. “Penso que música e tecnologia tem diálogo constante. Ambas avançaram, e uma auxilia a outra nesta evolução. A música está totalmente ligada a tecnologia, e a tecnologia aprimora a música e as possibilidades em poder executá-la. Mesmo passando tudo isso, ao meu ver, as ferramentas digitais foram inseridas no Projeto Ninho Musical e não sairão mais. Não vejo o projeto continuando, mesmo com os encontros presenciais, sem o apoio das ferramentas tecnológicas”, enfatiza o maestro Paulo Bellan.

 

E como estimular os participantes do projeto, para que continuem juntos, mesmo distantes fisicamente? O maestro Paulo Bellan compartilha algumas atividades práticas que ajudam na continuidade. “Gravamos, cada um em sua casa, um vídeo com a música ‘Óde Alegria’, de Beethoven. Tivemos muitas visualizações e foi uma maneira de incentivar os alunos, e também mostrar ao público o que temos produzindo. Estamos trabalhando na produção de uma outra música”, explica. “Cada instrumento tem um aluno ‘piloto’, que fica responsável em fazer a ponte entre os aspirantes a músicos e coordenação pedagógica. Estes alunos pilotos contribuem para que não se perca a metodologia do projeto ‘o aluno que sabe mais auxilia o que sabe menos’. Analiso todo o material enviado, e retorno com observações e parabenizações. É uma nova maneira do Projeto Ninho Musical, diferente de tudo que aconteceu em seus dez anos”, complementa o maestro.

 

Realizado desde 2010 e tendo beneficiado mais de mil pessoas, das quais muitas seguiram a profissionalização musical, outras despertaram-se para a arte das apresentações, outras ainda se satisfizeram em seus núcleos comunitários como instrumentistas, o projeto Ninho Musical vem se consolidando como importante mecanismo de promoção social através da música. O  projeto é um iniciativa da Fundação Romi, com o apoio cultural da Prefeitura Municipal de Santa Bárbara d’Oeste por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

 

Sob a coordenação do maestro Paulo Bellan, nos encontros os alunos aprendem desde teoria musical até práticas de instrumentos, cuidados e afinação, leitura e interpretação de partituras e compreensão de regência. Gratuito, por meio de aulas teóricas e práticas, os alunos, quer tenham vivência ou sejam iniciantes, são inseridos no universo da música instrumental por meio de desafios, onde o aluno que sabe mais dá suporte ao que sabe menos, e a construção do conhecimento acontece de forma vivencial.

 

 

Sobre a Estação Cultural

 

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural ocupa a centenária estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste, revitalizada e mantida pela Fundação Romi. Em sua trajetória aproximadamente 200 mil pessoas já foram beneficiadas, gratuitamente, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas. A Estação Cultural é um lugar de encontros plurais e multiculturais onde a comunidade pode aprimorar a sua percepção acerca da cultura local e regional, divulgar valores, trocar vivências, adquirir conhecimentos, experimentar emoções, elaborar pensamentos, tomar iniciativas e ajudar a constituir a identidade cultural da cidade e região. A Estação Cultural da Fundação Romi está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste, SP. (19) 3455-4833 ou 3455-4830. www.estacaocultural.org.br.

 

Sobre a Fundação Romi

 

Seu legado iniciou em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi. Tendo como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura, a Fundação Romi é pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, beneficiando mais de 30 mil pessoas, por ano, através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Mantenedora do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, oportuniza a formação integral, autônoma e protagonista de crianças, adolescentes e jovens. Além disso, promove, por meio de seu Centro de Documentação Histórica, projetos de educação patrimonial para crianças do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania. Somado a isso, seu Centro de Documentação Histórica também realiza o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Dentre as unidades da Fundação Romi também está a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste que, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas atende milhares de pessoas por ano. A Fundação Romi está localizado à Avenida João Ometto, 200, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários