RMC 

Proerd forma 580 alunos em Nova Odessa

Realizado em parceria com Polícia Militar e Secretaria de Educação, programa foi realizado em escolas da cidade

 

Promovido pela Polícia Militar em parceria com a Secretaria de Educação de Nova Odessa, o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) formou 580 alunos na última semana. A formatura aconteceu no Ginásio de Esportes Jaime Nércio Duarte, no Jardim Santa Rosa.

 

Este é um projeto importantíssimo para nossa cidade, pois além de tratar da temática de drogas e violência, orientando as crianças sobre como agir em determinadas situações, também tem a importante missão de fortalecer o vínculo da criança com o policial, mostrando o quanto ele é parceiro e amigo da comunidade”, afirmou a secretária de Educação, Claudicir Brazilino Picolo.

 

Segundo ela, ao tratar de temas como drogas e violência com os alunos, o projeto ajuda a torná-los mais fortes para agir. “É uma iniciativa que tem importante função no sentido de orientar e fortalecer o aluno para que não caia em situações de apelo e uso de drogas”, afirmou.

 

O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza participou da formatura e parabenizou os alunos. “É muito gratificante ver nossos alunos neste projeto. Somos muito gratos por termos este projeto e por estarmos contribuindo para o desenvolvimento de cidadãos mais conscientes”, disse.

 

Este ano, 580 alunos dos 5º anos do Ensino Fundamental participaram do projeto, que foi desenvolvido nas escolas da rede pública de ensino.

 

O PROJETO – O Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas) foi implantado no Brasil em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o País.

 

Durante o projeto, policiais militares, fardados e devidamente treinados e com material próprio, desenvolvem um curso de prevenção às drogas e a violência com alunos em seu meio natural, a escola, com o auxílio dos professores. Através da iniciativa, os alunos recebem informações sobre os efeitos das drogas e aprendem as habilidades necessárias para se manterem longe desse mal.

 

O programa também busca oferecer aos estudantes uma chance de ver os adultos como amigos e pessoas em quem podem confiar e permite às crianças desenvolverem uma atitude positiva em relação às autoridades e respeito pelas leis.

 

Durante aproximadamente quatro meses, as crianças aprendem não somente a dizer não às drogas, mas tem sua autoestima reforçada para resistirem à pressão de pessoas ligadas à criminalidade.

 

 

Fotos: Osnei Réstio

 

Comentários

Leia também...