24Horas Giro de Notícias Santa Bárbara d´Oeste 

Produção de calçados cresce 4,9% em 2017, aponta pesquisa do IAPC

Acaba de sair os dados do IAPC – Índice Assintecal de Produção Calçadista de setembro, que quantifica mensalmente, junto a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), a produção do setor calçadista no Brasil.

 

A pesquisa permite aos fabricantes de componentes realizarem seu planejamento de médio e longo prazo, avaliar sua competitividade e criar um panorama do mercado calçadista.

 

De acordo com o IAPC, a produção de calçados em setembro apresentou uma queda de 13%, bastante influenciada pelo menor número de dias úteis, com relação ao mês anterior.  Por outro lado, considerando a produção acumulada no ano (janeiro a setembro), observa-se um crescimento de 4,9% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Quanto aos monocomponentes (sandálias /chinelos) verificou-se retração de 15,6% em relação ao mesmo período no ano anterior.

A previsão para outubro é que a produção de calçados apresente um crescimento de 8% em relação ao mês anterior.

 

Sobre o IAPC
O IAPC é uma pesquisa da produção de calçados composta por cruzamento de dados de empresas de micro e grande porte, dos principais polos calçadistas. O índice permite a análise da evolução da produção mensal, acumulada 12 meses, acumulada do ano e do mesmo mês do ano anterior.

Todos os meses as indústrias calçadistas participantes enviam dados referentes à sua produção do mês anterior. Os dados coletados são repassados para Unisinos, onde são transformados em índices.

Após a consolidação dos dados, os índices são repassados para a Assintecal, que faz a revisão e formatação do relatório e o dissemina para as empresas associadas e calçadistas. A Assintecal preza por uma política de confidencialidade das informações fornecidas, de tal maneira que os dados brutos coletados são tratados com exclusividade pela Unisinos, sem qualquer tipo de divulgação de nomes ou valores.

Comentários

Leia também...