Procon divulga 18 novos sites em lista negra de compras na internet

Fornecedores receberam queixas de consumidores, foram notificados, mas não responderam aos chamados do órgão

O Procon-SP adicionou nesta sexta-feira mais 18 sites na lista de sites de comércio eletrônico não recomendadas pelo órgão. Confira aqui a relação completa dos endereços que devem ser evitados para compras na internet.

Reprodução

Relação com 18 novos sites não recomendados para operações virtuais

Os fornecedores listados tiveram queixas registradas por consumidores, foram notificados, mas não responderam nem foram encontrados, impossibilitando qualquer tentativa de intermediação ou abertura de processos administrativos.

As queixas contra esses sites ocorrem por irregularidades na prática do comércio eletrônico, principalmente por falta de entrega do produto adquirido. Esses fornecedores não são localizados, inclusive pelo rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR – responsável pelo registro de domínios no Brasil.

Alguns casos das empresas listadas são encaminhados para o Departamento da Polícia que combate os crimes eletrônicos e ao Comitê Gestor da Internet (CGI), que controla o registro de domínios no Brasil. Porém, muitos sites continuam em atividade.

IG

Comentários

Notícias relacionadas