24Horas Política 

Prefeitura responde a Dr. José que frota de ambulâncias é de 15 veículos


Em resposta ao requerimento feito pelo vereador José Antonio Ferreira, o Dr. José (PSDB), a respeito da frota de ambulâncias da Administração Municipal, o secretário de Governo, Rodrigo Maiello, informou que, atualmente, a frota do Município é composta por 12 ambulâncias e três UTI, totalizando 15 veículos para atender à população.

Desse total, 10 ambulâncias e duas UTI estão rodando e atendendo os pacientes. As outras três, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, estão em manutenção na garagem, sendo uma por problemas de funilaria, outra por falta de turbo e a UTI para revisão da turbina. A Prefeitura informou que nenhuma ambulância está parada por falta de pneus ou problemas mecânicos.

Quanto ao prazo para que os veículos voltem a circular, a Prefeitura limitou-se a informar que as manutenções estão em andamento. Em 2013, quando a Administração Municipal assumiu o governo, a frota era composta de oito ambulâncias. Sobre o uso de combustível, a Secretaria de Saúde informou que são liberados 40 litros por abastecimento, com intervalo de duas horas, não tendo limite diário.

Questionada sobre as ambulâncias para transporte de cadeirantes, se são usadas exclusivamente para esse fim, a Prefeitura respondeu positivamente, destacando que esses veículos trabalham no transporte de pacientes que realizam tratamento de hemodiálise e tratamento fora do município. Atualmente, as ambulâncias rodam, em média, 60 mil km por mês, transportando pacientes para Campinas, Sumaré, Itatiba, Atibaia, Jaú, Bauru, Barretos, São José do Rio Preto, São Paulo, Mogi Mirim, Sorocaba, Bragança Paulista e Ribeirão Preto e para todas as unidades de saúde do município. A média mensal de atendimento dentro da cidade é de 4.297, com a realização de 2.852 viagens, e a média mensal fora do município é de 1.278, com 456 viagens.

A Secretaria de Saúde informou ainda que duas ambulâncias e duas vans transportam pacientes para hospitais de Campinas e Sumaré diariamente, e que uma van transporta diariamente pacientes para hospitais de São Paulo. Dependendo da demanda do dia, os tipos de veículos da frota mudam para carros, vans adaptadas ou vans comuns.

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Leia também...