24Horas RMC 

Prefeitura gasta R$ 40 mil por mês com pedágios e Rezende sugere economia


O vereador Welington Rezende (PRP) protocola nesta terça-feira (7) requerimento questionando a Prefeitura de Americana sobre a possibilidade de efetuar cadastro junto à Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) para isenção da cobrança de pedágio das ambulâncias e demais carros oficiais do Executivo.

Em reunião na última sexta-feira com o prefeito Omar Najar (PMDB) e com o deputado estadual Chico Sardelli (PV), funcionário do setor responsável da Prefeitura confirmou a falta de cadastro do município junto ao órgão estadual e afirmou que a municipalidade tem um gasto mensal de cerca de R$ 40 mil com as tarifas de pedágio de veículos oficiais.

Rezende sugere economia aos cofres públicos, que pode chegar a R$ 480 mil por ano. “São aproximadamente R$ 40 mil por mês, quase meio milhão de reais por ano, que a Prefeitura paga de pedágio. Não dá para admitir que nesse momento de calamidade financeira o município gaste isso. O procedimento é simples: basta a administração fazer o cadastro na Artesp para os carros oficiais estarem isentos da cobrança”, explicou Rezende.

O parlamentar ainda pergunta ao Executivo desde quando a cidade paga os pedágios e se já houve cadastro na agência.

“Ouvimos de um servidor público, motorista de ambulância, que quando o tag da empresa responsável apresenta problemas na praça de pedágio ele tem de tirar dinheiro do próprio bolso para o pagamento da tarifa”, disse o vereador, que reiterou viagens frequentes de veículos oficiais a hospitais em Barretos e Campinas.

De acordo com portaria da Artesp de 2014, veículos oficiais devem providenciar cadastramento da frota junto ao órgão para obter isenção cabível junto às concessionárias.

Conforme a agência, “o pedido de credenciamento deve ser protocolado na sede da Artesp mediante apresentação de ofício discriminando os veículos que terão isenção, além de seus respectivos comprovantes de propriedade e informações técnicas”.

O requerimento será protocolado na tarde desta terça-feira e estará na pauta da sessão da próxima quinta-feira (9).

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Leia também...