Iracemápolis 

Prefeitura de Iracemápolis vai multar morador que impedir vistoria contra a dengue

 


A Prefeitura de Iracemápolis vai multar o morador de Iracemápolis que impedir a entrada de agentes nas vistorias contra a dengue. A medida está prevista na lei municipal 2258/2016 sancionada essa semana pelo prefeito Valmir Gonçalves de Almeida.

 

De acordo com a proposta, a multa para quem impedir a vistoria será de 100 Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), que hoje equivale a cerca de R$ 2.335,00. Em caso de reincidência, este valor será cobrado em dobro.

 

A medida também prevê outras ações que podem pesar no bolso de quem estiver com criadouro do mosquito da dengue dentro de casa. Fica determinado que é de responsabilidade do morador, comerciante e proprietário de indústria deixar as caixas d´água cobertas, evitar acumulo de água, substituir vasos que possam abrigar o mosquito, entre outros.

 

Quem descumprir as obrigações também poderá ser multado. Primeiramente, a pessoa receberá uma advertência, se continuar descumprindo ela será multada e poderá ter o estabelecimento fechado.

 

A fiscalização em Iracemápolis é feita por agentes de vetores e saúde, pelotão ambiental e fiscal de posturas. A população deve colaborar fazendo a parte dela e também denunciando os locais onde há focos do mosquito. As denúncias devem ser feitas na Guarda Civil Municipal pelo telefone 3456-3965.

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Leia também...