Piracicaba: Inscrições para as 1920 casas da Emdhap terminam hoje 6ª feira e não haverá prorrogação

As pessoas que ainda não se inscreveram para concorrer as 1920 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida- faixa 1 de interesse social, denominadas Vida Nova I a IV e Ipês Branco, Amarelo e Roxo, gerenciadas pela Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional (Emdhap), tem até hoje 6ª feira (03), às 17 horas, para participarem do processo seletivo. Devem comparecer na sede da Emdhap, munidas de toda documentação exigida pelo Edital. A autarquia diz que não haverá prorrogação.

De acordo com o balanço realizado pela autarquia a partir do dia 15 de junho até o dia 01 de julho, foram atendidas 13.980 pessoas e 4.335 inscrições confirmadas.

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional, Walter Godoy, explica que a única exceção são aquelas pessoas que estão agendadas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), para fazer o número do cadastro único (NIS), que levam de 24 a 48 horas para serem providenciados. A relação dessas pessoas já foi passada para a Emdhap e todos que estão agendados até o dia 03 de julho para tirar o NIS, serão atendidos fora do prazo estabelecido para a inscrição.

Segundo Godoy, a autarquia já está realizando algumas vistorias na casa daqueles que já se inscreveram. “Estamos surpresos com a quantidade de pessoas que passaram dados incorretos no momento da inscrição. Agiremos com rigor para que sejam beneficiados aqueles que realmente precisam de casa. O fato de terem feito a inscrição, não quer dizer que estejam aptos para concorrer a uma habitação de interesse popular. É necessário acima de tudo cumprir as exigências do Edital”.

O presidente da Emdhap lembrou de casos pitorescos, como um haitiano e outro paraguaio que tentaram fazer a inscrição. “Estamos atentos a todas etapas e a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal e o Estado têm boa vontade em atender aquelas pessoas que realmente necessitam”.

Em relação ao número de inscrições, o presidente da autarquia acredita que deve alcançar 5 mil. Ele informa que as pessoas contempladas com a casa e ganham menos, pagarão R$ 25,00 por mês e quem ganha mais, R$ 80,00. E após 10 anos de pagamento o apartamento é quitado. “Por isso que precisamos agir com toda rigidez necessária para premiar os mais necessitados.

Godoy frisa que o critério para seleção dos mutuários que receberão a casa não é por sorteio e sim será de acordo com a Portaria 595 do Ministério das Cidades, que prevê a formação de grupos, ou seja, 75% que atendem de cincoa seis critérios que é o limite. As demais pessoas vão formar outro grupo de 25%, que conseguem preencher até quatro critérios.

Critérios- São critérios primordiais para a inscrição que atendem a Portaria que norteia as inscrições para o Programa Minha Casa Minha Vida, como estar inscrito no Cadastro Único do Município que é a nível nacional e através dele é possível certificar se o interessado tem habitação popular no município e se não foi beneficiado em programa idêntico no país; possuir renda familiar de 0 até 1.600,00 e outros requisitos como morar em Piracicaba a pelo menos 8 anos; trabalhar no município há pelo menos 5 anos e ser eleitor na cidade no mínimo por 5 anos e ter votado nas últimas eleições.

Esses são os primeiros empreendimentos dentro das novas regras estabelecidas em decreto municipal, assinado pelo prefeito Gabriel Ferrato, no início deste ano, como a alteraçção de 5 para 8 anos residindo em Piracicaba para o pretendente poder participar da seleção de imóveis populares.

O investimento total dos empreendimentos é de cerca de R$ 196 milhões, dividido entre Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal; Governo Estadual, por meio da Casa Paulista e a contrapartida do município, para construção dos equipamentos públicos.

Prefeitura de Piracicaba

Comentários

Notícias relacionadas