Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Piracicaba é referência em 150 anos da Câmara de Santa Bárbara

Fotografia: Valéria Rodrigues

Fotografia: Valéria Rodrigues

Ligada historicamente com Piracicaba, a cerimônia dos 150 anos da criação da Câmara desta municipalidade vizinha teve a presença do presidente Gilmar Rotta

A reunião solene de comemoração dos 150 anos (sesquicentenário) da Câmara de Vereadores de Santa Bárbara d’Oeste, na manhã desta quinta-feira (26) contou com a presença de Gilmar Rotta (MDB), presidente da Mesa Diretora, que falou em nome dos 23 parlamentares piracicabanos.

O evento aconteceu nas dependências do plenário “Dr. Tancredo Neves”, da Câmara de Vereadores de Santa Bárbara d’Oeste, em solenidade marcada inicialmente para as 10h00.  Além de autoridades, representantes de entidades e organizações civis também teve a presença de escolares.

Como parte dos eventos comemorativos foi lançado uma cápsula do tempo, a ser aberta daqui há 25 anos e, que recebeu os mais variados documentos, incluindo fotografias, edições de livros e outros registros para resguardar o momento histórico.

O presidente da Câmara de Piracicaba, Gilmar Rotta (MDB) fez um retrospecto na história, pontuando que em meados do século 19, o crescimento e o desenvolvimento do então distrito de Santa Bárbara fez com que emergisse na comunidade da época uma necessidade de auto-organização político-administrativo da localidade em questão, que veio resultar na emancipação política de Santa Bárbara, a qual se deu em 26 de setembro de 1869, ou seja, há exatos 150 anos.

Gilmar abriu o ciclo de saudações finais na reunião solene, além de trazer um abraço forte do parlamento de Piracicaba, na pessoa dos 23 vereadores e do prefeito Barjas Negri. E, reconheceu a importância do evento, uma vez que Piracicaba faz parte da história. “Hoje, estamos aqui fazendo parte da história”, disse.

O parlamentar reconheceu o início de uma nova história. “Ninguém vive sem história, nada disso teria acontecido se não houvesse trabalho compondo este período. Com muito orgulho fazemos parte disso. Daqui a 150 anos continuaremos fazendo parte da história, de uma cidade que se uniu”, disse.

Também disse se sentir honrado com a recente visita do presidente da Câmara de Santa Bárbara, que esteve na Câmara de Piracicaba em visita com o objetivo de estreitar ainda mais os laços entre as duas cidades.

Gilmar também saudou a presença do prefeito Denis Andia. E, destacou a independência política, que fez com que a sociedade barbarense trilhasse seu próprio caminho, não somente no âmbito político, como também no econômico, no social e no cultural.

A conscientização da emancipação de Santa Barbara não se deu apenas no plano das ideias, não ficou  restrita ao campo dos discursos; se deu e ainda se dá, principalmente pela abnegação e determinação de todos os seus representantes, bem como de sua população.

Solenidade

Na formação da mesa diretiva dos trabalhos, o presidente da Câmara, Felipe Sanches; prefeito de Santa Bárbara, Denis Andia; Midred da Graça Martins, descendente direta de Dona Margarida da Graça Martins, fundadora do município; presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rotta (MDB); superintendente da Comissão Coordenadora das Comemorações do Sesquicentenário da Câmara Municipal.

Também estiveram presentes na solenidade os vereadores: Cláudio Perecim, vice-presidente da Camara, Alex Braga, o Alex Backer, primeiro secretário, Celso Luccatti, o Celso da Bicicletaria, segundo secretário, Antonio Carlos Ribeiro –  Carlão Motorista, Carlos Fontes, Celso Ávila, Ducimar Cardoso – Kadu Garçom, Edvado Meira – Batoré, Dr. Edmilson Rocha, Drª Germina Dottori, Gustavo Bagnoli, Isac Cardoso – Joel do Gás, Dr. José Fornasari – Joi, Marcos Rosado, Paulo Monaro e Valdemar de Jesus Fonseca – Jesus Vendedor.

Os parceiros do evento ganharam destaque na solenidade, na pessoa da secretária municipal de Educação, professora Tânia Mara da Silva; a coordenadora do Cedoc (Centro de Documentação, da Fundação Romi), a historiadora Sandra Barboza; o historiador e jornalista João José Bellani e a servidora emérita, Srª Selma Regina Daniel Basso.

Na sequencia da solenidade, o presidente da Câmara, Felipe Sanches se manifestou sobre o legado histórico da cidade, onde há exatos 150 anos, no dia 26 de setembro de 1869, foi instalada em Santa Bárbara d’Oeste a Câmara Municipal de Vereadores, ocasião em que os representantes da primeira legislatura tomaram posse.

Antes disso, o município tinha suas decisões nas áreas político-administrativas subordinadas a Piracicaba. Disse que hoje, passaram pela Casa de Leis aproximadamente 250 parlamentares, sendo 10 mulheres.

O objetivo da solenidade também se pautou em relembrar este caminho, de um século e meio, para a compreensão de como se deu o processo de emancipação da cidade, qual foi a trajetória da Casa, desde então e a importância da preservação da memória.

Também ganhou referência na solenidade, a participação dos historiadores Antônio Carlos Angolini e JJ Belani, que se debruçaram em atas e publicações antigas para desvendar os detalhes da história da cidade. Os historiadores tiveram 10 minutos para seus relatos, seguido por um breve vídeo sobre o sesquicentenário.

Ao ocupar a tribuna de honra, Angolini destacou o fato de Piracicaba também estar atrelada à cidadade de Itú nesta época, em fatos relevantes para a história, sendo que a cidade foi se desenvolvendo.

Também citou uma época em torno de dois mil habitantes. Além de comentar sobre atritos de bastidores, na reclamação na Câmara, em questões simples. “Nós amamos e registramos a historia da cidade”, disse.

O historiador JJ Belani também falou da trajetória histórica da cidade, para registrar o significado da comemoração da data. Enfatizou sobre o momento da emancipação, da separação de Piracicaba, que ainda se chamava Vila Nova da Constituição.

E, se ateve ao papel da Câmara, como primeiro órgão público, que se iniciou como num dia de hoje, às 10 da manhã, sendo que houve tempo que as reuniões eram às 6 da manhã, com sete vereadores.

Também falou de sumiço de livro Ata, 1861, além de falar de campanha para recuperar estes livros, numa época em que a Câmara se chamava casa-escola, além de passar pela antiga biblioteca.

A Fundação Romi, por meio de seu Centro de Documentação – Cedoc, teve papel fundamental como parceira no desenvolvimento destas comemorações, especialmente no que diz respeito à elaboração da cápsula do tempo, ocasião em que o superintendente Vainer Penatti se manifestou. Ele também considerou os documentos registrados em Piracicaba e a importância de se preservar a história.

Dentre as atividades em comemoração ao sesquicentenário, em parceria com a secretaria municipal de Educação, a Câmara Municipal promoveu concurso de desenho com o tema: “Como me imagino daqui a 25 anos”. Participaram cerca de 1.600 alunos, da Rede Municipal de Ensino, sendo 10 escolhidos pela comissão coordenadora como autores de destaque, os quais foram apresentados em vídeo.

Representando os alunos, a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva fez o uso da palavra, por cinco minutos. Falou da manifestação do presente para o futuro, de quem responde pela cidade, no olhar para traz, para mostrar que hoje estamos colhendo estes resultados.

Tânia diz ter ficado emocionada em ver as crianças e ver o quanto isso faz a diferença para as futuras gerações, sendo que o momento é muito importante, pois o que temos hoje é reflexo de datas passadas.

Para abrilhantar o evento houve a apresentação de flauta pelos alunos de “Linguagem Musical”, do CIEP Padre Victório Freguglia.

Na composição da Cápsula do Tempo, foi informado que a mesma será fixada posteriormente em totem próprio, no hall da Câmara, com abertura em setembro de 2044. O ato foi conduzido pelo chefe de setor de Bilbioteca e Memória Legislativa, o servidor Fernando Silva.

Vainer Penatti, em companhia da historiadora Sandra Barbosa colocou na Cápsula do tempo o livro em comemoração aos 200 anos do município. A obra é uma iniciativa da Fundação Romi, patrocinada pelas Indústrias Romi e Denso e publicada pela editora Kongo, com o apoio da lei de incentivo à Cultura.

A secretária Tânia Mara, que também integra a comissão coordenadora destas comemorações colocou 10 desenhos que foram destaques no concurso. Todos os desenhos ficarão em  exposição no hall, com visitação até o dia 1º de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas.

Para colocação da fotografia da 40ª Legislatura, foi convidado o vice-presidente, Cláudio Peressim. A fotografia foi registrada pelo servidor público.

A servidora emérita Silma Daniel Basso, que atuou por 38 anos, fez a colocação da foto oficial, realizada por Marcel Carloni, profissional da prefeitura.

Gislaine Parra, servidora da prefeitura, que desenvolveu o logotipo dos 150 anos da Câmara também foi agraciada na solenidade.

Também foram colocadas na cápsula do tempo, cartas redigidas por servidores; honraria criada pelo decreto lei 08/1986, em referência à fundadora da cidade; ato da mesa 11/2019, que criou a comissão coordenadora das comemorações dos 150 anos; jornais com data de 26 de setembro de 2019; cópia do Regimento Interno e o livro de presença da reunião solene.

Mildred da Graça Martins Prezotto falou dos muitos anos de luta, e da importância de uma data que não deve ser passada em branco.

O prefeito Denis Andia destacou a importância do evento, agradecendo a Deus por tudo. E, nominou diversas pessoas, incluindo o presidente Felipe, pela organização do evento. Além de fazer menção a todos os vereadores.

E, rogou que as próximas gerações possam dar sequência a todo este processo, que demonstra o amor do barbarense por sua terra.

O presidente da Camara, Felipe Schanches fechou o ciclo de saudações e encerrou a solenidade, se dizendo com o coração cheio de alegria, de vivenciar momentos que ficarão na história.

Também agradeceu a presença de todos, especialmente a representação de Piracicaba. Disse que a missão não acabou, sendo muito importante para as crianças, que estiveram presentes na solenidade.

“E um dia de celebração, de uma história que não se encerra aqui”, finalizou, com agradecimento especial aos funcionários, em ação, de pessoas que se dedicam no dia-a-dia, na defesa da instituição e da cidade.

Finalizando o evento, houve o corte simbólico do bolo de aniversário da Câmara Municipal, onde todos foram convidados a se dirigir à parte administrativa do prédio, onde foi servido o bolo a todos, sendo que na ocasião os alunos do CIEP Padre Victório Freguglia se apresentaram, na execução da 9ª Sinfonia de Beethoven e Asa Branca.

 

Texto:  Martim Vieira – MTB 21.939

Comentários